Colmeia

Espaço arejado e limpo, onda a baixaria não entra
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 India

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Violação de rapariga gera violentos protestos na Índia   Dom Jan 13, 2013 6:13 pm

.
Violação de rapariga gera violentos protestos na Índia

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral
23 dezembro 2012


Protestos populares em Nova Deli contra a violação de uma rapariga Fotografia © Adnan Abibi - Reuters

A polícia indiana proibiu hoje protestos no centro de Nova Deli, depois de uma onda de manifestações violentas contra um grupo que raptou um casal de jovens estudantes tendo violado a rapariga.

Os agentes policiais isolaram todas as ruas que dão acesso a edifícios governamentais e revelaram ter detido um grupo de manifestantes que recusou cumprir a ordem de não manifestação.

Além de apelarem à pena de morte para violações, os manifestantes exigem maior proteção para as mulheres alvo de ataques.

As vítimas foram raptadas por seis homens que acabariam por violar repetidamente a jovem enquanto que o seu companheiro era agredido.

O governo indiano já fez saber que poderá deixar ao critério dos juízes a aplicação da pena capital para casos de violência extrema.

In DN

Idea Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: ONU quer debate sobre penas após violação na Índia   Dom Jan 13, 2013 6:23 pm

.
ONU quer debate sobre penas após violação na Índia

por Lusa
01 janeiro 2013


Violação de jovem indiana, que acabou por morrer, revoltou Nova Deli e causou indignação dentro da Índia e fora dela Fotografia © Reuters

A alta-comissária da ONU para os direitos humanos pediu hoje à Índia um debate de urgência na sequência da morte de uma jovem vítima de agressão e violação coletiva e considerou que a pena de morte "não é solução".

Em comunicado, a responsável da ONU, Navi Pillay, argumentou que a pena de morte "não é a solução" e solicitou um debate sobre as medidas a aplicar aos seis agressores.

A família da estudante, de 23 anos, violada a 16 de dezembro em Nova Deli tem pedido a pena de morte, mas Navi Pillay apelou a que este "caso terrível" seja um ponto de viragem na Índia, onde se têm repetido casos semelhantes.

"Em outubro, uma jovem rapariga de 16 anos 'dalit' (designação comum dos denominados intocáveis) morreu ao imolar-se, depois de ter sido violada em Haryana, um Estado que tem um nível alarmante de violência sexual", afirmou.

Para a alta-comissária, este é um "problema nacional que afeta as mulheres de todas as classes e castas e que requer soluções nacionais".

Outra preocupação manifestada é o número de crianças violadas, o que deve fazer a Índia "reforçar o seu regime jurídico".

In DN

Idea Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Parlamento vai condenar "bárbara violação" e homicídio   Dom Jan 13, 2013 6:28 pm

.
Parlamento vai condenar "bárbara violação" e homicídio

04 janeiro 2013


Protesto para exigir um sistema judicial mais rápido contra os crimes de violação na Índia Fotografia © Adnan Abidi / Reuters

A Assembleia da República aprovou hoje por unanimidade um voto de condenação "da bárbara violação e homicídio" de uma mulher indiana por vários homens dentro de um autocarro em Nova Deli.

O voto, proposto pelo Bloco de Esquerda e apoiado por todos os deputados, sublinha que "a violação é um crime cometido contra as mulheres em todo o mundo e em países como a Índia assume proporções extremamente preocupantes".

"A tortura a que esta jovem foi sujeita, o choque e a tristeza em torno da sua morte vieram colocar no centro da política a análise sobre o tratamento das situações de violação e de outras agressões sexuais e a adequação e eficácia das leis existentes na Índia, mas também os muitos preconceitos e estereótipos que levam ao branqueamento dos crimes sexuais e à culpabilização das vítimas", lê-se no mesmo texto.

"Este crime teve lugar na Índia, mas convoca toda a humanidade. A segurança das mulheres é fundamental, mas nunca poderá estar desligada da sua liberdade plena", lê-se ainda no mesmo voto, que termina dizendo que a Assembleia da República "expressa o seu profundo repúdio pelo crime ocorrido em Nova Deli e expressa a sua solidariedade com as mulheres e o povo indiano e reafirma o seu compromisso no combate a todas as formas de violência contra as mulheres".

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Polícia detém seis suspeitos de nova violação coletiva   Dom Jan 13, 2013 6:33 pm

.
Polícia detém seis suspeitos de nova violação coletiva

por Lusa, texto publicado por Isaltina Padrão
Hoje

A polícia indiana anunciou hoje a detenção de seis homens implicados num novo caso de violação coletiva, no norte da Índia, menos de um mês depois de um caso semelhante que revoltou o país.

"Seis homens foram detidos por serem suspeitos de violação de uma mulher de 29 anos (...) depois de a terem levado à força para um local desconhecido na sexta-feira à noite", indicou a polícia, que procura um sétimo suspeito.

A vítima apanhou um autocarro na sexta-feira para visitar a família do marido, no estado de Pendjab (norte). Foi então sequestrada e levada numa motorizada para uma casa, nos arredores da cidade de Amritsar, disse Raj Jeet Singh, oficial da polícia.

"Depois de ter sido sequestrada, a mulher foi brutalmente violada por sete suspeitos, durante toda a noite", acrescentou.

Os atacantes abandonaram a vítima numa estrada, perto da localidade onde vive a família do marido, à qual contou a agressão.

A 16 de dezembro, uma estudante de fisioterapia de 23 anos foi violada e espancada por seis homens num autocarro em Nova Deli. A mulher não sobreviveu aos ferimentos.

O caso desencadeou grandes manifestações na capital indiana, para denunciar a violência contra as mulheres num país dominado pelos homens

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Tumulto em festival religioso faz 36 mortos   Seg Fev 11, 2013 5:16 pm

.
Tumulto em festival religioso faz 36 mortos

por Lusa
Hoje


Fotografia © Jitendra Prakash - Reuters

Pelo menos 36 pessoas morreram sábado num tumulto no final do festival religioso de Kumbh Mela, no norte da Índia, considerado um dos maiores do mundo, indica a imprensa local.

De acordo com o responsável médico da região, 14 pessoas morreram após serem assistidas por médicos.

O tumulto deu-se na estação ferroviária de Allahabad, onde os peregrinos estavam concentrados para o regresso a casa, mas autoridades e testemunhas divergem quanto à sua origem.

Enquanto o governo local afirmou à AFP que o peso da multidão terá feito com que uma ponte próxima da estação cedesse, testemunhas e familiares de vítimas afirmaram que foi uma carga policial a causar o pânico entre os muitos milhares de pessoas ali concentradas.

No final de sábado, a polícia confirmava apenas 20 mortos, enquanto agora a imprensa local refere que o número de vítimas é de, pelo menos, 36.

Segundo a televisão local NDTV, alguns dos feridos encontram-se em estado crítico.

O festival, que consiste num banho nas águas sagradas do rio Ganges, atraiu este ano um número recorde de 30 milhões de peregrinos.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Condutor de autocarro onde jovem foi violada enforcou-se   Seg Mar 11, 2013 6:24 pm

.
Condutor de autocarro onde jovem foi violada enforcou-se

por Paula Mourato
Hoje

O condutor do autocarro onde foi violada uma estudante na Índia, caso que chocou o país em dezembro passado, foi encontrado, hoje, enforcado na cela da prisão, em Nova Deli, noticiou a AFP.

O corpo de Ram Singh, um dos seis autores da violação de uma estudante indiana de 23 anos, que acabou por morrer devido à violência do ato, foi encontrado morto pouco antes do amanhecer na cela que ocupava sozinho, disseram as autoridades da prisão de alta segurança, Tihar, no norte da capital federal da Índia.

O preso "amarrou todas as roupas, subiu para um banquinho de madeira e enforcou-se no teto", disse à AFP um responsável da prisão, Sunil Gupta. A Justiça abriu uma investigação para determinar se existiram falhas na segurança, acrescentou.

Ram Singh foi o motorista do autocarro que deu boleia à vítima e ao namorado depois de uma ida ao cinema na noite de 16 de Dezembro. Singh e os amigos, após beberem muito, viajavam num autocarro emprestado para aquela noite em Nova Deli.

In DN

Evil or Very Mad

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Mulher morre após ser atacada por amante com ácido   Seg Jul 22, 2013 5:33 pm

.
Mulher morre após ser atacada por amante com ácido


por Lusa, texto publicado por Paula Mourato
Hoje

Uma mulher morreu e outras três sofreram ferimentos na sequência de um ataque com ácido perpetrado pelo amante da vítima mortal no estado indiano de Madhya Pradesh, no centro do país, informou fonte policial à agência Efe.

A mulher, de 28 anos, encontrava-se em casa dos pais na cidade de Porsa, quando o suspeito, identificado como Yogendra Singh Tomar, entrou na vivenda às primeiras horas de sábado e lançou ácido contra a vítima, disse o superintendente local, Irshad Wali.

A mulher morreu, este domingo, no hospital enquanto as duas primas e a sua avó resultaram feridas do ataque.

"O acusado tinha uma relação sentimental com a vítima mortal. Contudo, esta não queria viver com ele e, por isso, o suspeito atacou-a com ácido, explicou Irshad Wali.

A vítima mortal, com dois filhos, divorciou-se e iniciou uma relação, há cerca de um ano, com o homem que a matou.

Na Índia, os ataques com ácido são frequentemente cometidos por pretendentes que, após rejeitados, procuram arruinar a vida das suas vítimas.

Não existem dados precisos sobre o número destes ataques, no entanto, a organização 'Stop Acid Attacks' ("Parem os ataques com ácido") regista três agressões semanais com recurso a produtos químicos.

O ataque ocorreu depois de o Supremo Tribunal da Índia ter ordenado, na semana passada, a restrição à venda de ácido no país precisamente para reduzir as agressões contra mulheres, além do pagamento de compensações às vítimas deste tipo de ataque.

Os estados indianos têm três meses para aplicar a nova legislação que estabelece que os comerciantes devem registar a identidade dos compradores de ácido e informar de cada uma das vendas às autoridades locais, caso contrário serão alvo de multas de até 50 mil rupias (640 euros).

Por seu lado, instituições como hospitais deverão nomear uma pessoa responsável pela posse e segurança do ácido, bem como assegurar que ninguém sai das instalações com produtos químicos.

O Governo indiano endureceu as penas contra este crime em março, na sequência da violação coletiva, em Nova Deli, de uma jovem universitária, em dezembro, a qual acabaria por falecer mais tarde, cujo caso desencadeou uma onda de protestos sem precedentes contra a condição da mulher naquele país asiático.

A nova lei pune os ataques com ácido com penas de prisão que vão dos oito aos 12 anos.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Polícia detém um dos homens mais procurados por atentados   Sab Ago 17, 2013 5:00 pm

.
Polícia detém um dos homens mais procurados por atentados

por Lusa, texto publicado por Isaltina Padrão
Hoje

A polícia indiana deteve o homem acusado de ter ajudado a planear mais de 40 ataques bombistas na Índia, incluindo o ataque ocorrido há 20 anos e que provocou a morte de mais de 250 pessoas.

Com 70 anos, Abdul Karim Tunda é, alegadamente, um membro do grupo Lashkar-e-Taiba que foi preso, na sexta-feira, pelas forças especiais indianas.

"Tunda é um dos homens mais procurados e o seu nome figura na lista dos 20 maiores terroristas. Ele foi preso na fronteira entre a Índia e o Nepal e tinha um passaporte paquistanês com ele", contou Srivastava, um responsável pela organização policial.

A polícia acredita ter detido um alto membro do terrorismo, acusado de est[img]ar envolvido nas explosões ocorridas em Mumbai, em 1993, que mataram pelo menos 250 pessoas num único dia.

"Esta prisão é uma grande conquista para as agências de segurança do país", sublinhou o responsável, Srivastava, recordando o ataque que atingiu hotéis, escritórios, edifícios e bancos.

A polícia acusa Tunda de ser um "terrorista e especialista em explosivos" e acredita tratar-se do mentor de ataques bombistas ocorridos em Deli entre 1997-98, assim como muitos outros ataques registados em outras zonas do país.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: A violação da fotógrafa deu origem a várias manifestações de protesto   Dom Ago 25, 2013 10:47 pm

.
Detidos os 5 suspeitos de violação de jovem fotógrafa

Hoje


A violação da fotógrafa deu origem a várias manifestações de protesto Fotografia © REUTERS/Danish Siddiqui

As entidades policiais já detiveram os cinco suspeitos de participarem na quinta-feira na violação de uma jovem repórter fotográfica indiana, em Bombaim, informaram hoje fontes das polícias.

A última detenção realizou-se hoje de manhã em Nova Deli, e trata-se do alegado cabecilha do grupo, identificado como Salim Ansari, explicaram as fontes aos meios de comunicação locais PTI e NDTV.

Três dos implicados na violação foram presos no sábado e outro na sexta-feira, estando já sob custódia da polícia todos os suspeitos do crime que está a ser investigado.

Fonte da polícia de Bombaim garantiu à EFE que os detidos estão a ser interrogados.

A fotógrafa foi vítima de violação coletiva, enquanto o seu colega foi violentamente agredido, num incidente semelhante àquele que chocou a Índia em 2012 e que levou à morte de uma jovem indiana.

Num bairro de luxo da cidade, cinco homens atacaram a jovem de 23 anos que tirava fotografias a prédios antigos para uma revista.

"A violação não é o fim da vida. Quero voltar a trabalhar", disse a jovem no sábado, falando a um membro da Comissão Nacional de Mulheres, refere a cadeia de televisão NDTV.

Em dezembro de 2012, uma estudante de 23 anos foi brutalmente agredida, violada, e atirada para fora de um autocarro por cinco indivíduos em Nova Deli. O amigo que a acompanhava foi agredido e a jovem acabou por morrer devido a lesões internas.

O caso desencadeou uma onda de protestos na Índia.

Depois de meses de manifestações em massa, o parlamento indiano reforçou as leis que punem os crimes sexuais.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Onze mortos no desabamento de dois prédios na Índia   Qua Ago 28, 2013 5:04 pm

.
Onze mortos no desabamento de dois prédios na Índia

por Lusa, texto publicado por Isaltina Padrão
Hoje

Pelo menos 11 pessoas morreram hoje e muitas estão desaparecidas depois do desabamento de dois edifícios na cidade de Baroda, no Estado indiano de Gurajat, no oeste do país, disse à EFE uma fonte policial.

Os edifícios de três andares ruíram às 04:30 locais (23:00 de terça-feira em Lisboa) quando 13 ou 14 famílias dormiam no interior, disse um porta-voz da polícia.

As equipas de socorro estão a trabalhar para tentar localizar pessoas que ainda estejam debaixo dos escombros dos imóveis.

Alguns meios de comunicação referem que há cerca de 30 desaparecidos, mas as autoridades dizem não saber o número exato.

"Minha família estava no edifício, meu tio, minha tia e seus dois filhos. Não sei onde estão, não atendem o telefone", afirmou um familiar dos desaparecidos.

Os moradores disseram que a culpa pelo colapso foi dos materiais de construção de má qualidade utilizados nos edifícios, erguidos em 2011, afirmando ainda que outros imóveis do bairro se encontram também em mau estado.

As derrocadas são frequentes na Índia, muitas vezes devido ao precário estado das infraestruturas e à falta de manutenção, fatores alimentados pela corrupção e práticas ilegais que dominam o setor da construção.

Em abril, 74 pessoas morreram no colapso de um edifício ilegal na localidade de Thane, no sul do país, próximo de Bombaim.

In DN

Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: 21 mortos em confrontos gerados por difusão de vídeo   Seg Set 09, 2013 5:00 pm

.
21 mortos em confrontos gerados por difusão de vídeo

por Lusa, publicado por Luís Manuel Cabral
Hoje

A difusão de um vídeo na Internet esteve na origem de violentos confrontos de cariz inter-religioso, este fim de semana, os quais resultaram na morte de pelo menos 21 pessoas, no norte da Índia, informaram hoje as autoridades locais.

Segundo o secretário do Ministério do Interior, Kamal Saxena, na gravação vê-se o alegado linchamento de três homens que protegiam uma mulher que era assediada em Kawal, localidade do distrito de Muzaffarnagar, no estado de Uttar Pradesh, no norte do país.

Kamal Saxena indicou, no entanto, segundo declarações citadas pela agência Efe, que o vídeo, que foi retirado da Internet, data de há quase dois anos, não sendo certo que tenha sido filmado em Uttar Pradesh.

O mesmo responsável acrescentou que o Governo enviou reforços policiais para a zona do massacre.

Pelo menos 21 pessoas morreram desde que a divulgação do vídeo, que as autoridades dizem ser "falso", desencadeou, este sábado, confrontos entre as comunidades hindu e muçulmana na zona, segundo fontes policiais citadas pela agência local IANS.

Outros meios de comunicação, como a cadeia de televisão NDTV, elevam para 26 o número de vítimas mortais nos confrontos, que resultaram na detenção de mais de meia centena de pessoas por terem alegadamente participado nos incidentes ou incitado ao ódio.

Entre os detidos figuram políticos regionais.

O massacre em Muzaffarnagar é o mais recente de uma série de episódios de violência inter-religiosa, protagonizados sobretudo pelas comunidades hindu e muçulmana, que marcam a história da Índia desde a sua independência em 1947.

Composta por um universo de 160 milhões de pessoas - cerca de 13 % da população total -, a comunidade muçulmana é a primeira minoria da Índia, mas apenas ocupa 5 % dos cargos da administração pública, controlada pela maioria hindu.

Os mais sangrentos confrontos entre estas duas comunidades remontam há 11 anos e teve como palco o estado de Gujarat, no oeste, onde, em 2002, morreram pelo menos mil pessoas, na sua maioria muçulmanas.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Quatro arguidos condenados por violação e morte   Ter Set 10, 2013 4:17 pm

.
Quatro arguidos condenados por violação e morte

por Paula Mourato
Hoje


Quatro arguidos condenados por violação e morte
Fotografia © REUTERS

Os quatro acusados de violação coletiva de uma estudante em dezembro em Nova Deli, que escandalizou a Índia, foram considerados culpados de violação e morte, e por isso condenados, anunciou o juiz que presidia o julgamento.

"Os arguidos são todos culpados. Culpados de violação coletiva (...) destruição de provas e da morte da vítima indefesa", disse o juiz Yogesh Khanna.

A pena deverá ser conhecida amanhã. Os quatro homens arriscam a pena de morte.

No entanto, o advogado de um dos arguidos já fez saber que irá pedir recurso da decisão judicial. "O meu cliente apenas conduzia o autocarro. Admitiu que era o condutor do autocarro mas que não sabia o que se passava no interior da viatura", afirmou V.K. Anand, advogado de Mukesh Singh.

Os quatro arguidos foram trazidos por momentos à sala de audiência para de seguida serem retirados pela polícia. Os pais e o irmão da vítima também estiveram presentes no julgamento.

Uma jovem estudante foi brutalmente agredida com uma barra de ferro e violada a 16 de dezembro num autocarro onde entrou depois de ter ido ao cinema com um amigo. Morreu, devido aos graves ferimentos, no dia 29 de dezembro num hospital em Singapura.

In DN


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: PM indiano falta a cimeira da Commonwealth   Dom Nov 10, 2013 11:22 pm

.
PM indiano falta a cimeira da Commonwealth


por Lusa
Hoje

O primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh, vai faltar à cimeira que a Commonwealth realiza no Sri Lanka, após pressões para boicotar o evento devido a alegados crimes de guerra cometidos por Colombo, disse hoje uma fonte governamental.

Singh escreveu hoje ao Presidente do Sri Lanka, Mahinda Rajapakse, informando-o da sua decisão de não participar na cimeira de chefes de Governo da Commonwealth, acrescentou a fonte do Governo indiano.

O primeiro-ministro indiano foi pressionado por grupos Tamil indianos e vários poderosos ministros federais para faltar ao encontro, que reúne 53 países, como forma de protesto contra o suposto massacre de civis Tamil por forças do Sri Lanka, em 2009, no final de décadas de guerra civil nesta ilha.

A carta de Singh não explica as razões pelas quais o chefe do Governo falta ao evento, de acordo com a agência Press Trust of India.

O ministro dos Negócios Estrangeiros indiano, Salman Khurshid, vai liderar a delegação indiana à cimeira, que decorre de 15 a 17 de novembro.

O primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper, pediu aos seus congéneres que seguissem o seu exemplo e boicotassem o encontro, em protesto contra alegados crimes de guerra e violações dos direitos humanos no Sri Lanka.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que vai participar no evento, mas comprometeu-se a pressionar para que seja feita uma investigação internacional às alegações de crimes de guerra, que Colombo nega.

O gabinete de Cameron disse ainda, no 'twitter', na tarde de sábado, que o chefe do Governo britânico pretende colocar "questões sérias" a Rajapakse, após assistir a um documentário sobre os acontecimentos de 2009, que mostra imagens de alegados crimes de guerra cometidos por forças do Governo do Sri Lanka.

In DN

Rolling Eyes

_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: India   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
India
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» Suzuki Samurai - Depois de fazer a trilha do sitio da gorda 01/10/14

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Colmeia :: Actualidade Mundial :: Resto do Mundo-
Ir para: