Colmeia

Espaço arejado e limpo, onda a baixaria não entra
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 O fumeiro

Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: O fumeiro   Sab Fev 11, 2012 4:08 pm

O Fumeiro


Verdadeiras são as palavras transmontanas, no hino á Terra ondese canta o sabor do que “nos sabe pela vida”.

O porco Bísaro, é uma raça autóctone da Região de Trás-os-
Montes, criado com uma alimentação à base de produtos naturais de
onde se destaca a castanha, que permite a obtenção de uma carne de
excelente qualidade, suculenta e saborosa.

A qualidade da matéria-prima, o saber tradicional de longas
gerações e o clima rigoroso da região estão na origem do famoso
Fumeiro Transmontano, que faz as delícias dos gostos mais exigentes.
No nosso fumeiro, os enchidos mais destacados englobam: O
butelo, o suculento chouriço doce,a famosa alheira, o indispensável
presunto, o incomparável salpicão, a original “chouriça de carne,”os
inconfundíveis “chouriços de pão”.

Tanto a sua confecção como a sua cura são feitas artesanalmente.
Podemos encontrar o fumeiro da Região, nas feiras de
Gastronomia, nos Talhos,nas grandes Superfícies Comerciais, ou ainda
degustá-lo nos Típicos Restaurantes da Região

Wink

_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Alheira de Mirandela    Sab Fev 11, 2012 4:09 pm

.
Alheira de Mirandela (IG)



Enchido regional mais consumido e conhecido no país

A Alheira de Mirandela (Trás os Montes e Alto Douro - Mirandela), que absorve esta denominação associada ao local de comercialização e expedição, a cidade de Mirandela, é o enchido regional mais consumido e conhecido no país, mais envolto em mistério e único no mundo.

O fumeiro transmontano - enchido em tripa ou apenas de salga e fumo - quando não ia para as feijoadas e cozidos, quando não constituía só por si uma refeição, servia também como entrada aos melhores manjares festivos e domingueiros.

A sua função é servir de empurrão ao que se segue. As alheiras consomem-se depois de assadas em brasa suave ou depois de fritas num pouco de azeite e na gordura que vão largando.


, 2011-09-12
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Alheira de Mirandela eleita uma maravilha   Sab Fev 11, 2012 4:10 pm

.
A noite da alheira



Alheira de Mirandela eleita uma maravilha

A diversidade do património gastronómico de Portugal desfilou à noite (sábado) em Santarém, num espectáculo que teve por objectivo divulgar as «7 Maravilhas da Gastronomia» nacional.

O evento contou com a presença de vários artistas, tendo o espectáculo decorrido no espaço da antiga Escola Prática de Cavalaria, em Santarém, com a participação de Rui Veloso, Ana Moura, Boss AC, Carminho e Zeca Sempre, composto pelos cantores Nuno Guerreiro, Olavo Bilac, Tozé Santos, Vítor Silva e outros actores.

Durante o espectáculo, transmitido em directo na RTP, foram anunciados os resultado deste concurso que contou com quase um milhão de votos do público, de norte a sul de Portugal, foi apresentado por Catarina Furtada e José Carlos Malato, produzido pela Tavolanostra e com direção artística de Paulo Magalhães, girando em torno de sete actos com imagens das 21 finalistas (em cada uma das categorias).

Desde o passado dia 07 de maio, que os 21 pratos seleccionados por um painel de 21 personalidades – três por cada categoria: entradas, sopa, marisco, peixe, carne, caça e doces - foram colocados a votação, que foi auditada pela PricewaterhouseCoopers & Associados - S.R.O.C. Lda e foi realizada por internet, no facebook, por SMS ou por chamada telefónica.

A promotora das 7 Maravilhas começou, em 2007, por participar na declaração das “Novas 7 Maravilhas do Mundo”, promovendo ao mesmo tempo a eleição das “7 Maravilhas de Portugal”, seguindo-se as escolhas das “7 Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo” e das “7 Maravilhas Naturais de Portugal”.

Em votação estiveram pratos como os pastéis de bacalhau, alheira de Mirandela e queijo Serra da Estrela (entradas), açorda alentejana, caldo verde e sopa da pedra (sopas), amêijoas à Bulhão Pato, arroz de marisco e xarém com conquilhas (mariscos). Nos peixes, bacalhau à Gomes de Sá, polvo assado no forno e sardinha assada, nas carnes chanfana, leitão da Bairrada e tripas à moda do Porto, na caça coelho à caçador, coelho à Porto Santo, à caçador e perdiz de escabeche de Alpedrinha e, nos doces, pastel de Belém, pastel de Tentúgal e pudim Abade Priscos.

E as 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal são (pela ordem em que foram anunciadas): Alheira de Mirandela, Queijo Serra da Estrela, Caldo Verde, Arroz de Marisco, Sardinha Assada, Leitão da Bairrada e Pastel de Belém.

RS, 2011-09-12
In DTM



_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: A ALHEIRA   Sab Fev 11, 2012 4:11 pm

.

A ALHEIRA


Fábrica de alheiras (enchimento)

História

Foi inventado pelos judeus como artimanha para escaparem às malhas da Inquisição.

Como a sua religião os impedia de comer carne de porco, eram facilmente identificáveis pelos seus perseguidores, pelo facto de não fazerem nem fumarem os ses habituais enchidos.

Assim, substituiam a carne de porco por uma imensa variedade de outras, (vitela, coelho, peru, pato galinha e por vezes perdiz), envolvidos numa massa de pão que lhes conferia consistência.

A receita acabaria por se popularizar entre os cristãos, já com a omnipresente carne de porco.



Enchido tradicional fumado, em forma de ferradura, cujos principais ingredientes são a carne e gordura de porco, a carne de aves (galinha e/ou peru) e pão de trigo, o azeite e a banha, condimentados com sal, alho e colorau doce e/ou picante. Podem ainda ser usados como ingredientes a carne de animais de caça e de vaca, o salpicão e/ou o presunto envelhecidos.

As carnes cozidas e desfiadas, colocam-se sobre o pão previamente fatiado, de preferência num recipiente de cobre. Junta-se-lhes uma massa de alhos, banha, azeite, colorau doce e picante e sal (na proporção do pão e carnes a utilizar).Rega-se tudo com a calda da cozedura das carnes e mistura-se bem, de modo a obter-se uma pasta fina consistente, com a qual se enchem pedaços tripa natural, de porco ou vaca.

O uso da menção Produto Específico obriga a que o enchido seja produzida de acordo com as regras estipuladas no caderno de especificações, o qual inclui, designadamente, o processo de produção.

Comercialmente este enchido pode apresentar-se acondicionado em embalagens de cartão, de plástico ou de PVC, ou de outros materiais próprios para entrar em contacto com géneros alimentícios, em atmosfera normal, controlada ou em vácuo. A rotulagem deve cumprir os requisitos da legislação em vigor, com a menção Produto Específico.

A Alheira comercializada tem de ostentar a marca de certificação aposta pela respectiva entidade certificadora.



Smile

_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Butelo e cascas no fim-de-semana gastronómico de Bragança    Sab Fev 11, 2012 4:12 pm

.
17 e 19 de Fevereiro
Bragança



Butelo e cascas no fim-de-semana gastronómico de Bragança

Chamar turistas à região pelo estômago, numa altura do ano em que há menos visitantes na região. É esse o objectivo do Fim-de-semana gastronómico de Bragança.Entre os dias 17 e 19 de Fevereiro o butelo e as cascas vão ser reis e senhores nas ementas de 12 restaurantes do concelho. E com descontos.

“Não é um enchido bonito de aspecto porque é um enchido muito grande mas tem um sabor totalmente diferente porque é o enchido que mais tempo demora a ser curado” refere Rui Caseiro, o vice-presidente da câmara de Bragança, promotora deste fim-de-semana gastronómico.

A figura central das ementas ao longo dos três dias em que decorre a iniciativa será o butelo. São três dias que poderão ajudar o comércio tradicional e que deverão repetir-se no futuro.“Entendemos que é uma forma de nesta época baixa de turismo ter produtos muito típicos e sabemos que o turismo gastronómico é sempre um filão a explorar porque é uma riqueza que produzimos na região e é mais valorizada se for consumida aqui” afirma.

Para sobremesa, os 12 restaurantes do concelho de Bragança que aderiram à iniciativa apresentam a tarte de grabanços, o nome tradicional para o grão-de-bico. A escolha recaiu nesta ementa por ser a tradicional da região no Carnaval.

“É o mês próprio dos enchidos e dentro do fumeiro este é um prato que nós devemos promover porque é típico da nossa região e que por tradição se consome por alturas do Carnaval” acrescenta.O vice-presidente da câmara de Bragança acredita que este evento não vai colidir com o Festival dos Sabores Mirandeses, que se realiza na mesma data, e que até se poderão complementar entre si.

Mas admite que a falta de tolerância de ponto no Carnaval possa vir a afugentar alguns visitantes.“Poderá afectar a vinda de pessoas à região pois sabemos que se o Carnaval fosse feriado eventualmente alguma pessoas fariam ponte e isso poderia ser mais convidativo, mas o fim-de-semana é só sexta, sábado e domingo e por isso não há interferência” considera Rui Caseiro.

Em Bragança haverá ainda a apresentação pública da confraria do butelo e da casula, no dia 17, e uma conferência sobre a importância do fumeiro para a economia da região, com a presença de André Magalhães, um dos chefes que mais trabalha com fumeiro.

Os fins-de-semana gastronómicos são uma iniciativa que decorre em todo o norte do país, com o apoio do Turismo do Porto e Norte de Portugal, e vai acontecer também em Macedo de Cavaleiros, com os grelos cozidos e o pudim de castanhas.

Em Mogadouro é o bulho com cascas e os milhos a servirem de ementa.Os fins-de-semana gastronómicos realizam-se entre 25 de Novembro e 20 de Maio. Dos 12 concelhos do distrito de Bragança apenas Vila Flor não aderiu.

Mas Carlos Ferreira, do Turismo de Portugal, diz que a edição do próximo ano vai trazer novidades.“Já estamos a trabalhar nos fins-de-semana gastronómicos do próximo ano e estamos a pensar juntar outras propostas” ou seja, “no momento em que se escolhe o fim-de-semana gastronómico para determinado município ele pode juntar a outro evento que já exista no concelho” adianta.

Quem participar nesta iniciativa tem acesso a um desconto de dez por cento na refeição de sexta-feira e de 20 por cento no alojamento da segunda noite.
Pode ter ainda um passaporte gastronómico e um guia dos fins-de-semana, com as receitas usadas.

Brigantia, 2012-02-08
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Feira da Alheira apresentada ontem    Sab Fev 11, 2012 6:07 pm

.
100 expositores
Mirandela



Feira da Alheira apresentada ontem

A alheira é rainha em Mirandela nos últimos dois fins-de-semana de Fevereiro e no primeiro fim-de-semana de Março. A Feira da Alheira espera este ano cerca de 75 mil visitantes apesar de ter o orçamento mais baixo de sempre, cerca de 25 mil euros.

A organização aposta na fama alcançada pela eleição da alheira como uma das Sete Maravilhas Gastronómicas de Portugal para fintar a crise e trazer gente ao concelho.

Jorge Morais, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Mirandela, garante que este ano o certame está mais forte com a união de todas as associações ligadas ao sector em torno da organização.

»A principal novidade foi o congregar de 14 associações em volta do mesmo certame, do mel aos queijos», frisou.
Já o presidente da Câmara de Mirandela realça o potencial económico da alheira no concelho. António Branco realça que as lojas de produtos regionais vendem durante todo o ano e esta feira é uma forma de ganharem ainda mais visibilidade.

»A primeira fileira produtiva do concelho é a alheira, disso não temos dúvidas.»
Na edição deste ano da Feira da Alheira vão participar 100 expositores.

Para fortalecer a venda de produtos locais dentro do recinto da Reginorde, a organização aposta na actividade cinegética, para atrair caçadores de todo o País.

, 2012-02-10
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O fumeiro   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O fumeiro
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Colmeia :: Gastronomia :: Regional-
Ir para: