Colmeia

Espaço arejado e limpo, onda a baixaria não entra
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 UTAD 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Cerca de 50 associações de estudantes marcam presença no ENDA UTAD   Dom Jun 09, 2013 10:27 am

.
14, 15 e 16 de Junho
Vila Real


Cerca de 50 associações de estudantes marcam presença no ENDA UTAD

Vila Real vai receber, nos próximos dias 14, 15 e 16 de Junho, 150 dirigentes associativos, representando cerca de 50 associações académicas, associações de estudantes e federações académicas de todo o país, no Encontro Nacional de Direções Associativas (ENDA), organizado pela Associação Académica da UTAD.

É neste órgão que os dirigentes associativos se reúnem e tomam posições de relevo que são depois transmitidas aos órgãos governamentais que tutelam o ensino superior.

Ação social, financiamento do ensino superior, emprego e empreendedorismo serão os temas em debate durante este encontro, sendo que os dirigentes estão atentos à possibilidade de aumento das propinas.

Sérgio Martinho, presidente da AAUTAD, refere que já em Coimbra houve aumento da propina, uma situação que poderá ser mimetizada por outras instituições de ensino superior, devido aos cortes de transferência de verbas previstos no orçamento de estado.

“Os dirigentes associativos estão atentos a esta matéria, e, apesar de saber da dificuldade das instituições, há que ter também em conta a situação económica fragilizada dos estudantes e das suas famílias, que já não conseguem suportar mais custos”, afirmou.

O presidente da AAUTAD também destacou a importância do encontro se realizar em Vila Real, na academia transmontana, descentralizando a tomada de posições para o interior do pais, numa universidade de dimensão pequena e com dificuldades acrescidas a nível de financiamento.

AAUTAD volta a organizar um ENDA, após dois anos da última reunião realizada em Vila Real, uma forma também de comemorar os 25 anos de existência.

AAUTAD está a cumprir 25 anos de existência, e, por essa razão, a organização deste ENDA torna-se ainda mais importante para destacar a importância desta instituição.

, 2013-06-06
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Fontainhas Fernandes é único candidato a reitor da UTAD   Seg Jun 17, 2013 10:25 pm

.
As eleições a 5 de Julho
  Vila Real




 
Fontainhas Fernandes é único candidato a reitor da UTAD

António Fontainhas Fernandes é o único candidato a reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), confirmou a comissão eleitoral.

As eleições para a reitoria da UTAD realizam-se a 5 de Julho. O vencedor deverá suceder a Carlos Sequeira que resignou no mês passado, a um ano de completar o seu mandato.

Carlos Sequeira tomou posse em Junho de 2010 e sucedeu, por sua vez, a Mascarenhas Ferreira.

, 2013-06-13
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Universidade de Vila Real mantém propina nos 999 euros   Seg Jun 17, 2013 10:42 pm

.
«Tem a ver com a competitividade»
  Vila Real





Universidade de Vila Real mantém propina nos 999 euros

O conselho geral da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real, decidiu hoje manter o valor da propina nos 999 euros, pelo segundo ano consecutivo, anunciou o presidente daquele órgão.

José da Silva Peneda referiu que a argumentação dos estudantes teve um grande peso na decisão de manter a propina na academia transmontana.

\"Tem a ver com a competitividade, já que a universidade do Porto também manteve o valor da propina\", salientou.

Teve-se ainda em conta, acrescentou, a realidade socioeconómica do país e a situação económica de muitas famílias.

No entanto, Silva Peneda salvaguardou o compromisso deixado pela Associação Académica da UTAD (AAUTAD) em colaborar com a universidade na identificação de formas de conter despesas e aumentar as receitas.

O presidente da AAUTAD, Sério Martinhos, mostrou-se muito satisfeito com esta manutenção.

\"Passamos também a mensagem da barreira psicológica dos 1.000 euros, que é extremamente importante\", frisou.

Em cima da mesa estava um aumento para os 1.035 euros.

O estudante realçou o \"comprometimento\" na redução de despesas por parte dos alunos e na obtenção de receitas, o que poderá passar pela contenção de custos nos edifícios e, por exemplo, na concretização da necessidade de aquisição de um selo para se entrar com os veículos no campus.

Ainda em relação às propinas, o Conselho Geral aprovou uma modificação na obtenção de grau doutor e decidiu alargar o intervalo, mantendo-se o mínimo nos 2.000 euros, enquanto o máximo pode atingir os 4.500 euros.

Este órgão também nomeou professora Maria da Conceição Azevedo para o cargo de provedora do Estudante da UTAD.

Em debate esteve ainda o relatório sobre o diagnóstico da academia, o qual será novamente discutido em setembro.

Entretanto, a universidade elege a 05 de julho o novo reitor, sendo que o único candidato ao cargo é o professor catedrático Fontaínhas Fernandes.

Lusa, 2013-06-17
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Aluno da Universidade de Vila Real quer melhorar desempenho da rede elétrica   Sab Jun 29, 2013 11:04 pm

.
Investigação durante 4 anos
Vila Real


Aluno da Universidade de Vila Real quer melhorar desempenho da rede elétrica

O aluno de doutoramento da Universidade de Vila Real Amaro Antunes está a investigar soluções para melhorar o desempenho da rede elétrica, integrando as necessidades de consumo com a rentabilização máxima das fontes de energia, incluindo as renováveis.

Amaro Antunes propõe-se desenvolver um projeto-piloto de redes inteligentes, as chamadas Smart Grids, para melhorar o desempenho das redes elétricas.

A inclusão de tecnologias de informação na rede elétrica cria novas capacidades com impactos a nível do ambiente, economia e na tecnologia.

O investigador quer fazer a integração de todas as fontes de energia, incluindo as renováveis, com os meios de armazenamento, como o carro elétrico. Para o efeito, vai estudar uma metodologia que permita desenvolver \"conversores elétricos que façam a interface entre as fontes de energia e os meios de armazenamento com a rede\".

Pretende-se a otimização da eficiência energética das redes, o que exige um controlo inteligente dos fluxos de energia.

O objetivo é precisamente \"a otimização dos desempenhos a nível local e global, integrando eficazmente as necessidades de consumo com a rentabilização máxima das fontes de energia, incluindo as renováveis, assegurando uma redução de custos, otimização de produtos e abertura de novas áreas de negócio\".

\"E, ao mesmo tempo, tentar manter a qualidade de energia em níveis elevados o que, neste momento, é bastante difícil porque as energias renováveis são intermitentes, não estão sempre a produzir com a mesma intensidade\", afirmou à agência Lusa.

Amaro Antunes explicou que investigação pretende \"mitigar os problemas\" sentidos atualmente com as energias renováveis, quer a solar ou a fotovoltaica, que introduzem na rede muitas perturbações elétricas. O que, segundo acrescentou, tem custos a nível da qualidade de energia o que, depois, se reflete também a nível económico.

\"Se todo este processo for melhorado, claro que vai ter benefícios económicos bastante elevados também\", salientou.

Esta investigação irá decorrer ao longo de pelo menos quatro anos.

O investigador referiu ainda que este trabalho pressupõe mais parcerias, como por exemplo o detentor da rede elétrica, que poderá ser a EDP.

Esta investigação faz parte do seu trabalho de doutoramento em Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), e conta com o apoio da Siemens, empresa onde trabalha.

É ainda um projeto cofinanciado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

Lusa, 2013-06-26
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Jovens de todo o país participam na Universidade júnior da UTAD   Dom Jul 07, 2013 4:21 pm

.
De 1 a 5 de julho
Vila Real


Jovens de todo o país participam na Universidade júnior da UTAD

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) volta a abrir as portas a mais de 260 jovens que participam na Universidade Júnior 2013. Os jovens vêm de todo o país para se integrarem num programa recheado de atividades pedagógicas e lúdicas que acontece de 1 a 5 de julho.

“O número de inscrições foi impressionante! Temos 263 jovens inscritos para participarem na Universidade Júnior UTAD 2013 e tivemos que declinar muitas inscrições de última hora por não pretendermos ultrapassar as capacidades logísticas programadas, garantindo assim a excelência que nos caracteriza”, sublinham Edna Cabecinha e Carla Amaral, responsáveis pela coordenação da Universidade Júnior.

Durante esta semana, a UTAD realiza a segunda edição da Universidade Júnior, destinada a jovens com idades compreendidas entre os 9 e os 16 anos, oriundos de todo o país, do Minho ao Algarve. Com o tema dedicado à biodiversidade, no primeiro dia da Universidade Júnior, os mais novos realizaram um peddy-paper na Quintã (Vila Real), local onde está a ser construído o Observatório da Biodiversidade.

“Eu gosto muito da Universidade Júnior, aprendemos muito sobre várias áreas, como a ciência, a natureza e o desporto, que eu gosto muito”, refere divertida Carolina Araújo, 11 anos, de Vila Pouca de Aguiar, a participar pela primeira vez na Universidade Júnior da UTAD.

Mariana Neves, 19 anos, residente no Porto e a estudar na UTAD, é monitora em regime de voluntariado. A estreia neste tipo de ação não podia estar a ser mais positiva: “Está a ser uma experiência espetacular e grandiosa. Estou com os miúdos a tempo inteiro e é bom esta interação entre gerações diferentes, pois também aprendemos muito com os mais novos” finalizou.

Celeste Pereira in NVR, 2013-07-04
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Universidade de Trás-os-Montes junta alunos e empresas de engenharia   Sab Jul 13, 2013 5:35 pm

.
«Jobshop 2013»
Vila Real



Universidade de Trás-os-Montes junta alunos e empresas de engenharia

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) promove entre quarta e sexta-feira a «Jobshop 2013» de Engenharia, uma iniciativa que visa abrir caminho à entrada de jovens universitários em empresas do setor.

O diretor do Departamento de Engenharia da UTAD, António Valente, afirmou hoje à Lusa que a atividade, na sua quarta edição, é uma \"aula diferente\" onde 35 alunos finalistas da licenciatura em Engenharia Eletrónica e de Computadores e Engenharia Biomédica apresentarão os seus projetos finais.

Cada aluno, explicou, terá entre dez a 15 minutos para expor o seu trabalho de fim de curso em «powerpoint», sendo avaliado pelos docentes.

António Valente acrescentou que o \"Jobshop 2013\" também terá a participação de antigos alunos para dar o seu testemunho e experiência de vida profissional.

Num mundo cada vez mais competitivo, as seis empresas presentes no evento farão também a apresentação das suas características e competências aos universitários da área da engenharia, promovendo um \"canal aberto\" para contactos e contratações.

Nesta \"feira do emprego\", realçou o docente, os finalistas terão a oportunidade de perceber quais os métodos de recrutamento, método de trabalho e funcionamento das empresas diminuindo a distância entre aluno e instituição.

Além de promover o contacto entre os alunos e o meio empresarial, o professor acredita que o evento funciona como \"rampa de lançamento\" para o mercado laboral.

Os alunos terão a oportunidade, disse, de elaborar o seu «curriculum vitae» e de o disponibilizar, prontamente, às instituições representadas.

\"A ideia é também potenciar eventuais estágios e saídas profissionais\", referiu António Valente.

Lusa, 2013-07-10
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Novo reitor quer universidade de Vila Real como âncora de criação de emprego   Qua Jul 31, 2013 5:11 pm

.
A UTAD entra num novo ciclo
Vila Real



Novo reitor quer universidade de Vila Real como âncora de criação de emprego

O novo reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), António Fontaínhas Fernandes, que toma posse segunda-feira, defende que a academia deve ser «a âncora» de fixação de população e de criação de emprego no interior.

A cerimónia de tomada de posse da nova equipa reitoral conta, segundo anunciou hoje a UTAD, com a presença do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato.

Fontaínhas Fernandes, de 51 anos, foi eleito por unanimidade a 5 de Julho pelo Conselho Geral da UTAD.

O professor catedrático vai tomar posse num “momento decisivo” para a academia transmontana devido à redução no financiamento público. Entre 2010 e 2013, a UTAD sofreu um corte de cerca de 10 milhões de euros nas transferências estatais, passando de 35 para 25,8 milhões de euros.

Com 7264 alunos espalhados por 118 cursos, dos quais 4964 a frequentar os 36 cursos de primeiro ciclo, a universidade possui ainda 527 docentes e 439 funcionários.

As propinas são a principal fonte de receitas próprias deste estabelecimento de ensino superior.

Até 2017, Fontaínhas Fernandes quer promover reformas a nível de funcionamento para tornar a academia mais eficaz e eficiente, bem como a nível da oferta educativa e de investigação.

Os compromissos do novo reitor passam pela aposta” no ensino de qualidade e fortemente ligado ao mercado de trabalho, por uma investigação desenvolvida de acordo com as necessidades das empresas e ainda pela afirmação da universidade no desenvolvimento da região e do país”.

Fontaínhas Fernandes defende que as universidades “devem reforçar o seu papel na recuperação económica e na redução dos desequilíbrios socioeconómicos e intra-regionais do país, devendo ser apoiadas como âncoras de fixação de população e de criação de emprego”.

“As instituições de ensino superior que se localizam em regiões de baixa densidade não devem ser consideradas um problema, mas antes como uma oportunidade para a construção de um Portugal mais coeso, mais inclusivo e mais solidário”, salienta.

O reitor quer aumentar o número de alunos dos segundo e terceiro ciclos e, para isso, defende a criação de novas ofertas em consórcio com outras instituições à semelhança do que aconteceu com o doutoramento em Enologia e Viticultura, que vai ser implementado no próximo ano lectivo em parceria com a Universidade Católica.

A estratégia passa pela aposta em áreas em que a UTAD se distingue, tais como a sector vitivinícola, agroalimentar ou ambiental, as ciências químicas, matemáticas ou físicas, as ciências animais e veterinária, bem como áreas emergentes como as alterações climáticas.

Para atrair mais alunos é preciso, de acordo com o responsável, apostar na “qualidade do ensino” e numa “forte inserção na vida activa”.

O reitor defende que o empreendedorismo deve ser uma “competência leccionada” em todos os cursos e quer ainda apostar em estruturas de apoio aos estudantes com vista à criação do próprio emprego.

Na segunda-feira tomam ainda posse os novos três vice-reitores, Artur Cristóvão, João Mendes e António José da Silva, bem como os quatro pró-reitores, nomeadamente Alexandra Esteves, José Mourão, Amadeu Borges Alberto Baptista.

Lusa, 2013-07-29
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Antropólogos vão reunir em Congresso na UTAD   Dom Set 08, 2013 2:16 pm

.
De 8 a 11 de Setembro
Vila Real


Antropólogos vão reunir em Congresso na UTAD


A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD e o Teatro Municipal de Vila Real vão ser palco do V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, que terá lugar entre 8 e 11 de Setembro, subordinado ao tema «Antropologia em Contraponto».

A sessão de abertura terá lugar no dia 8, pelas 17h30, na Aula Magna da UTAD e os trabalhos prosseguirão nos dias seguintes com painéis temáticos, conferências, mesas redondas, mostras de filmes etnográficos, apresentação de obras e feira do livro.

Em debate pelos especialistas estará o carácter polifónico da antropologia, privilegiando o contraponto entre as distintas vozes que a compõem, no pressuposto de que a disciplina da antropologia se constitui como um campo pluridimensional de diferenças e de tensões.

Exemplos: uma dimensão histórica, na qual podem situar-se fenómenos de ascensão e declínio, de transformação e viragem, de especialização e integração teórica, quer dinamizados no interior da disciplina, quer desencadeados por eventos e processos externos tais como o colonialismo, a descolonização, a globalização ou o neoliberalismo; mas também uma dimensão nacional, articulada com determinados espaços públicos e constitutiva de formas de acção e representação da diferença; ou, ainda, uma dimensão transversal que insiste na porosidade, no hibridismo, na redefinição incessante de fronteiras inerentes aos modos de fazer antropologia no interior da antropologia.

, 2013-09-06
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: AAUTAD anuncia datas das «Barraquinhas» e da «Caloirada aos Montes»   Qui Set 12, 2013 10:56 pm

.
Academia transmontana
Vila Real


AAUTAD anuncia datas das «Barraquinhas» e da «Caloirada aos Montes»

A Associação Académica da UTAD já anunciou a data da receção ao caloiro, vulgo «Barraquinhas», um evento que pretende dar as boas-vindas aos novos alunos e também receber da melhor maneira todos os estudantes da academia transmontana.
As "Barraquinhas" vão decorrer de 16 a 19 de Setembro, no pavilhão da NERVIR.

Será precisamente no decorrer deste evento que vai ser realizado o concurso de bandas de garagem e o concurso de DJ’s, cujas inscrições decorrem até nove deste mês. Para além das bandas e DJ’s concorrentes, as “barraquinhas” contam também com a presença de Dj´s convidados.

A "Caloirada aos Montes", anteriormente conhecida como semana do caloiro, também já está marcada e irá decorrer entre os dias 24 e 29 de outubro, junto à biblioteca municipal de Vila Real.

, 2013-09-10
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Universidade de Vila Real promove praxe inclusiva e solidária   Dom Set 29, 2013 4:08 pm

.
Desafio do novo reitor
Vila Real



Universidade de Vila Real promove praxe inclusiva e solidária

A Universidade de Vila Real está a promover, neste início de ano, uma praxe «inclusiva e solidária», com a realização de campanhas de limpeza, recolha de alimentos ou de angariação de fundos para crianças doentes.

O desafio foi lançado pelo novo reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Fontainhas Fernandes, e bem acolhido pela Associação Académica e Conselho de Veteranos.

A reitoria explicou hoje que as práticas de receção aos novos estudantes, as praxes, têm vindo a aumentar de intensidade nos últimos anos e, por causa disso, quer agora que sejam realizadas ações "alternativas que ajudem a integrar os estudantes".

A ideia, segundo afirmou à agência Lusa o reitor Fontainhas Fernandes, é que sejam realizadas "atividades de inclusão com características solidárias".

"O objetivo é integrar os novos alunos no mundo académico e na sociedade", salientou.

E algumas das iniciativas que vão desenvolver até ao final de outubro são, por exemplo, a realização de sessões de fotografia, dinamizadas por estudantes de Comunicação, cujas fotos poderão vendidas para criar um fundo de apoio a crianças doentes na área de oncologia.

Os estudantes de Teatro vão também ensaiar ações de animação destinadas a jovens com necessidades especiais, em colaboração com a Associação de Paralisia Cerebral.

A generalidade dos estudantes vai também envolver-se em campanhas de recolha de alimentos a entregar a Instituições Particulares de Solidariedade Social.

E, atendendo a que UTAD está enquadrada num campus que é, simultaneamente, um jardim botânico, vão ainda ser realizadas operações de limpeza na universidade e a dinamização de boas práticas ambientais.

Estas atividades serão organizadas conjuntamente pelas escolas, departamentos, cursos e comissões de curso.

Pretende-se ainda, segundo a reitoria, instituir um sistema de tutoria aos estudantes do 1º ano, para efeitos de integração e acompanhamento por docentes, bem como estabelecer sistema de horários e de práticas pedagógicas e de avaliação contínua desincentivadoras da praxe tradicional, pela ocupação produtiva do tempo dos estudantes.

Sérgio Martinho, presidente da Associação Académica, referiu que as atividades começaram esta semana e estão a ser bem acolhidas pelos caloiros da UTAD.

O estudante referiu ainda que esta iniciativa não deriva de nenhum problema verificado com as praxes em Vila Real, mas sim de uma vontade de que as praxes sejam, cada vez mais, um "momento de integração".

Nesta primeira fase, das 1336 vagas que a UTAD disponibilizou, foram preenchidas 1057, ou seja, 80%.

Os cursos mais procurados foram Medicina Veterinária, Ciências do Desporto, Economia e Gestão, Ciência da Comunicação, Enologia e Genética e Biotecnologia.

Por sua vez, Engenharia Civil, Matemática foram licenciaturas que não tiverem qualquer aluno nesta fase.

Lusa, 2013-09-23
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Caloiros recolhem lixo em praxe solidária em Vila Real   Dom Set 29, 2013 4:46 pm

.
Praxe solidária
Vila Real


Caloiros recolhem lixo em praxe solidária em Vila Real


Os caloiros do Curso de Comunicação e Multimédia, da Universidade de Vila Real, recolheram hoje lixo nas ruas do centro histórico da cidade, numa iniciativa que se insere na praxe solidária que a academia está a incrementar.

Cerca de 30 alunos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) muniram-se de luvas e sacos pretos e percorreram algumas artérias do centro de Vila Real, num percurso que teve início na praça do município.

O caloiro Luís Ferreira considerou que esta recolha de lixo foi “uma boa oportunidade para alertar para não se deitar lixo ao chão”.

“Devemos fazer estas coisas porque por todos não custa”. Se todos ajudarmos a cidade fica mais limpa”, acrescentou a aluna Helena Monteiro.

A ideia é, segundo o veterano do curso Francisco Silva, que os caloiros façam também alguma coisa de útil e, ao mesmo, tempo se conheçam melhor.

Na sexta-feira, os alunos do Curso de Artes Performativas vão entregar 600 euros à Associação de Paralisia Cerebral (APC) e à Associação Laços P’ra Vida, que resultou de uma angariação de donativos, realizada também nesta praxe solidária.

Estas atividades vão decorrer até à realização da semana do caloiro, agora denominada Caloirada aos Montes. Ao mesmo tempo os caloiros estão ainda a participar nas tradicionais praxes universitárias.

O presidente da Associação Académica da UTAD, Sérgio Martinho, referiu que os jovens estudantes vão ainda realizar fazer animação em lares e infantários, podendo ainda passar pelo Hospital de Vila Real.

O desafio para esta praxe solidária e inclusiva foi lançado pelo novo reitor da UTAD, Fontainhas Fernandes, e bem acolhido pela Associação Académica e Conselho de Veteranos.

A reitoria explicou que as práticas de receção aos novos estudantes, as praxes, têm vindo a aumentar de intensidade nos últimos anos e, por causa disso, quer agora que sejam realizadas ações “alternativas que ajudem a integrar os estudantes”.

A ideia, segundo afirmou o reitor Fontainhas Fernandes, é que sejam realizadas “atividades de inclusão com características solidárias”.

, 2013-09-27
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Universidade de Vila Real lança site que pode prever incêndios   Sab Nov 09, 2013 3:58 pm

.
Prever condições meteorológicas
Vila Real


Universidade de Vila Real lança site que pode prever incêndios

Investigadores da Universidade de Vila Real vão lançar um portal na internet de previsões meteorológicas regionais baseadas num modelo atmosférico que pode prever a existência de condições propícias à ocorrência de incêndios, facilitando a prevenção e combate.

«Será uma forma de transferir o conhecimento científico para a sociedade, que poderá ser utilizado nas mais variadas atividades económicas», afirmou hoje, em comunicado à agência Lusa, Mário Gonzalez Pereira, investigador do Centro de Investigação e de Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

As informações que vão alimentar o site vão ser obtidas através do modelo «Weather Research and Forecasting» (WRF), um sistema de última geração de previsão numérica do tempo de meso escala (de 10 a 1000 quilómetros). Sistema indicado para fazer estimativas das condições meteorológicas a curto prazo, com 12 horas a três dias de antecedência.

«Pode prever inclusivamente a existência de condições meteorológicas propícias à ocorrência de fogos florestais, facilitando a prevenção, gestão e combate aos incêndios», acrescentou Mário Pereira.

Segundo a academia transmontana, «os resultados da previsão podem ser aplicados em todas as áreas de atividade onde as condições meteorológicas desempenham um papel fundamental».

Na agricultura e na construção, por exemplo, é possível adiar ou antecipar determinadas tarefas, como a rega, mediante a previsão de ocorrência de aguaceiros ou de períodos de seca.

O «WRF» permite prever o estado de tempo que se vai fazer sentir, com informação de dados como a temperatura, a humidade, o vento, a precipitação ou a pressão à superfície, permitindo respostas preventivas.

O portal na internet vai ser lançado em breve e disponibilizará informações sobre a região de Trás-os-Montes e Alto Douro.

, 2013-11-04
In DTM

Idea Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Poiares Maduro encerra encontro de redes de empreendedores   Sab Nov 23, 2013 5:17 pm

.
Dia 19 de novembro
Vila Real


Poiares Maduro encerra encontro de redes de empreendedores

O Ministro-Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro vai encerrar o I Encontro de Redes de Apoio ao Empreendedorismo, que acontece no próximo dia 19 de novembro, no Teatro de Vila Real.

Promovido pela Rede EmpreenDouro - e sob a organização da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Estrutura Missão Douro/CCDRN, IAPMEI, Agência para o Desenvolvimento e Coesão (ex-IFDR), NERVIR e NERBA -, o encontro pretende ser um espaço de troca de experiências entre diversos organismos ligados ao apoio e promoção do empreendedorismo existentes no país e de discussão sobre as prioridades que devem ser acauteladas no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio, a vigorar entre o período 2014 -2020.

Entre os participantes no encontro estão startups, associações, empresas, agentes económicos, universidades e politécnicos que desenvolvem iniciativas de promoção de atitudes e projetos de empreendedorismo, quer ao nível educativo, quer pelo apoio à concretização de ideias ou organização de concursos.

A iniciativa conta ainda com um jantar debate “Novas necessidades de organização territorial para o Portugal 2020”, pelas 19h30, no qual estará presente Augusto Mateus & Associados.

NVR, 2013-11-07
In DTM

Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Investigador de Vila Real prevê aumento de extremos climáticos   Seg Jan 27, 2014 11:41 pm

.
João Santos da UTAD
Vila Real





Investigador de Vila Real prevê aumento de extremos climáticos


O investigador da Universidade de Vila Real João Santos prevê um aumento de extremos climáticos nas próximas décadas em Portugal e na Europa, com uma maior frequência de ondas de calor, vagas de frio, secas e cheias.

"As estações do ano estão cada vez mais extremadas e a perder a sua tipicidade. No caso específico de Portugal, registamos que, se por um lado parecem estar cada vez mais secas, por outro, tem aumentado a frequência de episódios de precipitação intensa", afirmou hoje o especialista na área das alterações climáticas.

João Santos é investigador do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas (CITAB), da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

O especialista suporta as suas conclusões nos vários estudos que tem desenvolvido na área.

Um dos estudos em causa traça o futuro do clima entre 2041 e 2070, período em que são esperados mais extremos de precipitação e de temperatura em Portugal.

"O verão vai passar a ter temperaturas muito mais elevadas. O aumento da temperatura máxima no interior do país será o ponto mais crítico," considerou João Santos.

Outro dos estudos em que o investigador participou, e que analisou todos os invernos em Portugal e na Europa desde 1870, aponta para níveis de precipitação e de secura anormais.

"Em quase 150 anos, verificámos níveis de precipitação inédita em território nacional no inverno de 2009/2010, e de secura extrema no inverno de 2011/2012".

Segundo João Santos, "trata-se de dois anos perfeitamente antagónicos e excecionais", até pela "proximidade temporal".

"Estamos, portanto, a assistir a uma mudança cada vez mais evidente nos padrões meteorológicos", afirmou.

Para o especialista, os efeitos destas alterações traduzem-se em inúmeros impactos socioeconómicos, atingindo a saúde humana e animal, a agricultura ou a produção de energia.

"O próprio frio extremo pode ser uma manifestação das alterações climáticas", frisou.

Índices como a precipitação, a temperatura, os padrões do vento no Atlântico Norte e na Europa, (nomeadamente a corrente de jato -- ventos de oeste em altitude e que determinam o estado do tempo à superfície), são incluídos no trabalho realizado conjuntamente com investigadores das universidades de Reading e de Oxford (Reino Unido).

"O comportamento da corrente de jato está a tornar-se mais irregular e isso vai determinar que ocorram mais extremos de temperatura e de precipitação", afirmou João Santos.

O ano de 2013 é também apontado como modelo do extremismo que o estado do tempo está a atingir, com cada vez mais frequência.

Por exemplo, em alguns locais do país, o mês de março foi o mais chuvoso desde que há registos climatéricos (início do século XX), com quatro vezes mais precipitação do que os níveis normais para esse período.

No extremo oposto, o mês de novembro foi o mais seco dos últimos 80 anos, com uma quase total ausência de chuva.

Um outro episódio raro, segundo João Santos, foi registado na cidade de Vila Real, a 24 de dezembro, quando as estações meteorológicas contabilizaram um valor próximo de 100 milímetros de precipitação, ou seja, mais de metade da média do mês inteiro.

"Ao fazermos uma média do estado do tempo de vários anos, calculando as médias de temperatura e precipitação, até poderemos, aparentemente, interpretar as condições meteorológicas como normais mas, na verdade, as médias podem mascarar uma maior frequência de extremos climáticos, tais como ondas de calor e vagas de frio, secas e cheias", concluiu.

Lusa, 2014-01-16
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Projeto «RemotWatch»   Sab Mar 15, 2014 10:40 pm

.
Projeto «RemotWatch»
Vila Real


Tecnologia criada em Vila Real deteta à distância riscos em pontes ou barragens

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), em Vila Real, está a desenvolver uma tecnologia que permite monitorizar estruturas à distância, por controlo remoto, e detetar precocemente riscos potenciais em barragens, estradas ou pontes.

O projeto «RemotWatch -- Alert and Monitoring System for Physical Structures», é financiado em cerca de 250 mil euros pela Agência de Inovação (AdI), com verbas do QREN, e conta com a parceria de uma empresa de Vila Real, a «Norvia -- Consultores de Engenharia, SA».

«Esta tecnologia permitirá uma abordagem inovadora no domínio da monitorização de estruturas críticas, levando à deteção precoce de riscos potenciais, possibilitando melhorar a segurança e reduzir, de forma significativa, os custos de manutenção, através da otimização de estratégias de intervenção», afirmou hoje o investigador João Sousa.

Lusa, 2014-02-19
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Subsídio de emergência   Sab Mar 15, 2014 11:12 pm

.
Subsídio de emergência
Vila Real


Universidade de Trás-os-Montes cria fundo de apoio social para alunos

Iniciativa pretende combater o abandono e insucesso escolares e fomentar a aquisição de competências para a empregabilidade e sucesso profissional. O fundo é constituído pelo subsídio de emergência e uma bolsa de colaboração.

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) criou um Fundo de Apoio Social (FAS) que visa apoiar financeiramente “estudantes em comprovado estado de necessidade económica”.

A iniciativa pretende contribuir para o “combate ao abandono e insucesso escolares e para a aquisição e desenvolvimento de competências transversais, promotoras da empregabilidade e sucesso profissional”, refere à Renascença o reitor da UTAD, Fontainhas Fernandes.

A academia transmontana “fica situada numa região deprimida, em que a grande maioria dos estudantes provem de outras localidades”, refere o reitor, considerando que “este cenário e o contexto actual de crise económica” justificam “novos formatos de ajuda, que evitem a saída de estudantes por questões de natureza financeira”.

O fundo é constituído por duas modalidades: o subsídio de emergência e a bolsa de colaboração.

O subsídio de emergência converte-se numa prestação pecuniária ou material, atribuída ao estudante e isenta de qualquer taxa.

A bolsa de colaboração agrupa e organiza todas as ofertas de trabalho que já existem na UTAD, como pequenos serviços a nível da biblioteca, cantinas, serviços de informática, eventos ou recepção das residências.

Os alunos podem candidatar-se a estas oportunidades de trabalho e pelo serviço prestado recebem uma compensação monetária.

Neste ano lectivo, as bolsas vão ser atribuídas até Maio, reabrindo as candidaturas em Setembro. No próximo ano lectivo, a UTAD espera atingir entre as “100 a 150 ofertas internas”.

O Fundo de Apoio Social é constituído por dotações financeiras da receita própria da UTAD, dos serviços sociais e de empresas ou particulares.

“É um caminho que gostaríamos de iniciar e que fosse um bom exemplo”, refere Fontaínhas Fernandes, frisando que “quanto mais empresas tivermos a apoiar mais alunos poderemos apoiar”.

Actualmente, cerca de dois mil alunos da academia transmontana recebem bolsas de estudos atribuídas pelo Ministério da Educação, num total de quatro milhões de euros.

Olímpia Mairos, Renascença, 2014-02-19
In DTM

[/color]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: UTAD 2   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
UTAD 2
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Colmeia :: Actualidade Nacional :: Diversos-
Ir para: