Colmeia

Espaço arejado e limpo, onda a baixaria não entra
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Universidades

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Católica entre as 50 melhores do Financial Times   Seg Maio 09, 2011 12:11 pm

.
Católica entre as 50 melhores do Financial Times

por Lusa
Hoje


A escola de formação de executivos da Universidade Católica integra pelo quinto ano consecutivo a lista das 50 melhores do mundo da especialidade elaborado pelo jornal económico britânico Financial Times.

Em comunicado, a universidade portuguesa explica que a sua escola de formação de executivos, a Católica-Lisbon School of Business & Economics, voltou a ser a única portuguesa entre o ranking global das 50 melhores.

"Estamos muito orgulhosos de, pelo quinto ano consecutivo, estarmos entre as 50 melhores escolas do mundo e sermos a quarta escola no mercado ibérico. Este resultado consolida a nossa reputação internacional como a escola líder em Portugal para a Formação de Executivos", diz a diretora da escola de formação de executivos da Universidade Católica, Fátima Barros, no mesmo comunicado.

A entidade aproveitou ainda para adiantar que a faturação desta escola subiu de 8,8 para 9,6 milhões de dólares (cerca de 6,7 milhões de euros na taxa de câmbio atual) em 2010.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Julgamento adiado para a próxima segunda-feira   Seg Maio 09, 2011 12:16 pm

.
Julgamento adiado para a próxima segunda-feira

por Lusa
Hoje


O início do julgamento do caso da Universidade Independente foi hoje adiado para segunda-feira às 09:30 por decisão do coletivo de juízes, presidido por Ana Peres, devido à falta injustificada de um arguido.

O arguido Carlos António Pereira Patrício e o seu advogado faltaram à primeira sessão do julgamento, e não entregaram qualquer justificação, tendo os juízes decidido adiar, mais uma vez, o início do julgamento.

Também o administrador de insolvência da SIDES - Sociedade Independente para o Desenvolvimento do Ensino Superior, empresa detentora da extinta UNI -, faltou à chamada, mas justificou a falta.

Assim, o início do julgamento do caso UNI ficou marcado para a próxima segunda-feira às 09:30 no tribunal de Monsanto.

Amadeu Lima de Carvalho, um dos principais arguidos do processo e alegado acionista maioritário da empresa detentora da extinta UNI disse apenas, em relação ao adiamento, que "tudo se justifica".

Sobre a reabertura da universidade, encerrada a 31 de outubro de 2007, por decisão do ministro do Ensino Superior, garantiu que a instituição "vai abrir custe o que custar".

O advogado Paulo Sá e Cunha, que defende o arguido Horta Osório, considerou justificado o adiamento da sessão.

"Atendendo à complexidade do processo e ao seu volume acho que se justifica. De outra forma não se assegura eficazmente o direito de defesa. Acho que é uma decisão justificada", disse aos jornalistas.

Amadeu Lima de Carvalho, alegado acionista maioritário da SIDES, sociedade detentora da extinta UNI, o ex-reitor Luís Arouca e o antigo vice-reitor Rui Verde são os principais arguidos no processo e respondem por centenas de crimes económicos, alguns cometidos na década de 90.

O arguido Lima de Carvalho está acusado de mais de 40 crimes, incluindo branqueamento de capitais, burla qualificada, corrupção e fraude fiscal e falsificação.

Lima de Carvalho e o ex-vice reitor Rui Verde estiveram presos preventivamente.

Em fevereiro de 2009, após uma investigação iniciada em 2006, o Ministério Público acusou 26 arguidos por crimes de associação criminosa, fraude fiscal qualificada, abuso de confiança qualificada, falsificação de documento, burla qualificada, corrupção ativa/passiva e branqueamento de capitais, entre outros ilícitos.

O MP deduziu ainda um pedido de indemnização cível contra cinco arguidos, de montante superior a um milhão de euros.

A crise na UNI começou com suspeitas de irregularidades no funcionamento da instituição, tendo-se verificado em fevereiro de 2007 sucessivas reviravoltas no controlo da instituição e da empresa que a detinha, a SIDES, disputadas por duas fações em litígio.

A instituição acabou por ser encerrada a 31 de outubro de 2007, por decisão do ministro do Ensino Superior, na sequência de dois processos: um de caducidade de reconhecimento de interesse público e outro de encerramento compulsivo por manifesta degradação pedagógica.

O processo conta com 10 assistentes, quatro demandantes e 23 arguidos, já que António dos Santos Labisa, apesar de ainda constar na lista do tribunal, já faleceu.

In DN

Embarassed Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Erasmus Lusófono    Dom Jun 12, 2011 5:18 pm

.
Erasmus Lusófono
Bragança



Chissano falha encontro da AULP em Bragança

É preciso aumentar o apoio aos programas de mobilidade no Ensino Superior. Essa foi a principal conclusão do 21º encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa, que ontem terminou em Bragança.

O reitor da Universidade de Lúrio, em Moçambique, foi eleito novo presidente da AULP para um mandato de três anos.No final, apontava a reformulação dos programas de mobilidade como uma prioridade.

O objectivo é conseguir levar mais estudantes portugueses e brasileiros às universidades africanas.“Vamos fazer um Erasmus à nossa maneira. Um Erasmus Lusófono que não precisa de ser necessariamente como é o Erasmus.

Podemos faze-lo em condições diferente e ter resultados bem melhores” refere Jorge Ferrão, acrescentando que “temos de colocar todas as nossas instituições a fazer um pequeno investimentos”.

O presidente do Instituto Politécnico de Bragança e anfitrião do evento, sublinha a aprovação da proposta de criação de um fundo de cinco milhões de euros para apoiar os programas de mobilidade como a maior vitória deste encontro.

“É comparticipado em dois milhões de euros pelo Brasil mais 500 mil euros da AULP, mais 500 mil do Banco Mundial e da CPLP” adianta Sobrinho Teixeira, salientando que “isto já é o pioneirismo de termos uma mobilidade dentro do espaço da lusofonia”.

Este foi mesmo o maior encontro de que há memória, com 460 participantes. Mas ontem foi especialmente notada a ausência de Joaquim Chissano, ex-presidente de Moçambique.Sobrinho Teixeira diz que foi um imprevisto de última hora que obrigou ao cancelamento da viagem.

“Ele fez um esforço imenso para vir, mas ficou retido no Botswana onde teve uma reunião para estabelecer a paz em Madagáscar” explica. “Ele ainda consegui chegar a Joanesburgo mas o avião chegou atrasado meia hora e já não conseguiu apanhar a ligação para Amsterdão”.

De qualquer forma, salienta que “ele mandou uma conferência gravada”. Ontem terminaram os debates.
Hoje o dia é dedicado ao programa social, que vai decorrer em Vila Real.

Brigantia, 2011-06-09
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: IPB vai ter curso em Negócios Internacionais   Qua Jul 13, 2011 3:56 pm

.
Licenciatura de três anos
Bragança




IPB vai ter curso em Negócios Internacionais

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) vai ter no próximo ano letivo um novo curso de Negócios Internacionais que permitirá aos alunos fazerem a formação em cinco países europeus, revelou hoje o presidente.

Sobrinho Teixeira acredita que este «curso europeu vai ser muito atrativo» e explicou à Lusa tratar-se de uma licenciatura de três anos já aprovada pela Direção Geral do Ensino Superior.

O curso abre em setembro com 10 vagas, na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTIG), e é ministrado no âmbito de uma parceria entre cinco países: Portugal, Alemanha, Polónia, Letónia e Holanda.

Lusa, 2011-07-12
In DTM

Idea Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Anabela Rodrigues eleita nova directora da FDUC   Ter Jul 26, 2011 10:17 pm

.
Anabela Rodrigues eleita nova directora da FDUC

por Lusa
Hoje


A catedrática Anabela Rodrigues, membro do Conselho Superior da Magistratura (CSM), é eleita na quarta-feira diretora da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), sendo a única candidata ao cargo, foi hoje revelado.

Antiga directora do Centro de Estudos Judiciários (CEJ), Anabela Rodrigues é professora de Direito e Processo Penal e foi presidente da Comissão para a Reforma do Sistema de Execução de Penas e Medidas e da Comissão de Reforma da Legislação sobre o Processo Tutelar Educativo. A eleição da nova directora da FDUC, que sucede a Santos Justos, está marcada para as 18:00, revelou hoje à Agência Lusa o presidente da assembleia da Faculdade, Calvão da Silva.

Antes da eleição, por voto secreto, pelos 13 membros da assembleia, Anabela Rodrigues "expõe o seu programa, que a assembleia já conhece, seguindo-se um período de perguntas e respostas", disse ainda o catedrático da Faculdade de Direito. Anabela Maria Pinto de Miranda Rodrigues foi a primeira mulher a doutorar-se, em 1995, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e, após a eleição de quarta-feira por voto secreto, será a primeira mulher a liderar esta instituição. Nasceu em Coimbra em 5 de Dezembro de 1953.

In DN


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Bragança com 35 por cento das vagas preenchidas   Ter Set 20, 2011 11:42 am

.
Acesso ao Ensino Superior
Bragança


Bragança com 35 por cento das vagas preenchidas

Metade dos cursos do ensino superior ficaram com a totalidade das vagas preenchidas na primeira fase do concurso de acesso, enquanto 17 ficaram sem qualquer aluno colocado.

Dos 1152 cursos abertos a candidatura, 574 ficaram com todas as vagas preenchidas, o que representa 49,8 por cento. No extremo oposto ficaram 17 cursos, de nove Institutos Politécnicos, que não viram qualquer vaga preenchida.

O curso de Direito da Universidade de Lisboa volta a ser o recordista das colocações, com as suas 450 vagas preenchidas, seguido do mesmo curso na Universidade de Coimbra, com todos os 330 lugares ocupados.

A nível das instituições, as escolas superiores de enfermagem de Lisboa, Porto e Coimbra esgotaram todas as vagas nesta primeira fase do concurso de acesso ao ensino superior, enquanto a escola superior de hotelaria do Estoril e a Universidade do Porto ficaram com 99 por cento das vagas ocupadas.

Por outro lado, os institutos politécnicos de Tomar e Bragança, ficaram com apenas 26 e 35 por cento dos lugares tomados, respetivamente.

A média mais alta foi registada, como nos últimos três anos, no curso de Medicina da Universidade do Porto, tendo o último aluno colocado obtido 18,63 valores (numa escala de 0 a 20), mas houve 16 cursos em que o último aluno colocado entrou com 9,5 valores, a nota mínima definida para entrada no ensino superior público.

, 2011-09-19
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: UTAD registou 88% de ocupação na 1ª fase do Concurso Nacional   Qua Set 21, 2011 11:10 am

.

Acesso ao Ensino Superior
Vila Real



UTAD registou 88% de ocupação na 1ª fase do Concurso Nacional

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), acompanhando os níveis das instituições de referência do ensino superior, registou uma percentagem de 88% de ocupação das suas vagas na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, cujos resultados foram conhecidos neste fim-de-semana. Assim, das 1365 vagas que apresentou ao concurso, 1203 foram já preenchidas nesta fase.

Esta divulgação de resultados fez acorrer, desde hoje de manhã, centenas de jovens ao Campus da UTAD para efectuarem as suas matrículas nos respectivos cursos.

A Universidade disponibilizou, para o efeito, um amplo espaço no átrio da Biblioteca Central, onde os novos alunos encontram também balcões de informação sobre bolsas de estudo e alojamento em residências universitárias, um outro de esclarecimentos e encaminhamento da Associação Académica e ainda um balcão de uma instituição bancária.

Entretanto, os estudantes que não obtiveram colocação nesta fase poderão ainda concorrer às vagas sobrantes, na 2.ª fase do concurso, que decorre desde hoje (19 de Setembro) até ao próximo dia 23, no edifício da Reitoria.

Refira-se que, o número total das novas admissões à UTAD só será conhecido após a conclusão de todas as fases de matrícula, e incluirá, não só os estudantes que virão ainda a ser colocados nas 2.ª e 3.ª fases deste concurso, como também os admitidos através, designadamente, dos concursos, com vagas próprias, destinados a maiores de 23 anos, e outros para licenciados e para os titulares de cursos de especialização tecnológica.

Espigueiro, 2011-09-21
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: 44 milhões no Orçamento do Estado para bolsas de estudo   Qua Set 21, 2011 10:55 pm

.
44 milhões no Orçamento do Estado para bolsas de estudo

por Lusa
Hoje


O Governo vai destinar 44 milhões de euros do Orçamento do Estado para as bolsas de estudo do ensino superior e conta com os fundos europeus para tentar manter os 130 milhões gastos no ano passado.

Em conferência de imprensa de apresentação do novo regulamento de bolsas de estudo do ensino superior, em Lisboa, o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, afirmou que o Governo vai fazer um "esforço financeiro muito grande" para manter o nível de investimento nos apoios sociais aos estudantes universitários.

Nuno Crato frisou que o novo regulamento vem já acompanhado das normas técnicas para a sua aplicação, pelo que tem "um mês de avanço" em relação ao que tem acontecido em anos lectivos anteriores.

O secretário de Estado do Ensino Superior, João Queiró, afirmou que a Direcção-Geral do Ensino Superior espera que as escolas enviem o mais depressa possível os processos completos dos alunos para que se comece a processar o pagamento de bolsas.

O governante afirmou esperar que as bolsas fiquem pagas até ao fim de Outubro, referindo que ficaria "muito triste" se tal não acontecesse, frisando que "quanto mais completos" os processos estejam mais depressa as bolsas serão pagas.

João Queiró ressalvou que ainda é muito cedo para saber quantos alunos no total receberão bolsa, lembrando que ainda faltam duas fases do concurso de acesso ao ensino superior.

Questionado se o Governo pondera aumentar ainda mais a exigência de aproveitamento para manter as bolsas - em 2012/2013 a exigência vai subir de 50 por cento de aproveitamento para 60 por cento -, Nuno Crato admitiu que "é possivel que venha a subir mais".

Nuno Crato indicou que subir o nível de exigência "é um incentivo para que [os alunos] aproveitem melhor o seu tempo".

Em relação às novidades introduzidas no novo regulamento das bolsas, João Queiró referiu que o Governo introduziu escalões na avaliação de elegibilidade dos alunos para receberem bolsas.

O valor da bolsa que recebem é influenciado pelo património mobiliário (dinheiro no banco ou em aplicações financeiras) das famílias: quando a família tiver até 10 mil euros no banco a bolsa reduz-se em 5%, entre 10 mil e 40 mil o corte é de 10% e de 40 mil a 100 mil euros a redução é de 20%.

Mantém-se do ano anterior a disposição de não aceitar pedidos de bolsa de alunos cujos agregados familiares tenham mais de 100 mil euros de património mobiliário.

Os valores das bolsas são calculados sobre os rendimentos ilíquidos das famílias e cada membro passa a contar como uma unidade no cálculo do agregado familiar, uma medida que beneficia as famílias mais numerosas, uma vez que o rendimento "per capita" fica menor.

In DN

Idea
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Alunos vão para o Leste tirar Medicina por 50 mil euros   Dom Out 02, 2011 3:50 pm

.
Alunos vão para o Leste tirar Medicina por 50 mil euros

Hoje


Em ano e meio, surgiram novas oportunidades no Leste da Europa. Já há empresas nacionais especializadas em promover estes destinos de estudo.

Os cursos, integralmente em inglês, custam mais de 50 mil euros só em propinas - dez vezes mais do que em Portugal.

In DN

Embarassed
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Crise não impediu aumento de alunos no ensino superior   Qua Out 05, 2011 2:52 pm

.
Crise não impediu aumento de alunos no ensino superior

por DN.pt
Hoje

Os resultados da segunda fase de acesso mostram que existem mais 1209 alunos do que no ano lectivo anterior.

De acordo com o jornal"Público", na primeira fase havia menos 3349 alunos que no ano passado e este decréscimo chegou a ser explicado pelo contexto da actual crise. Mas esta segunda fase, afinal, provou que foram os maus resultados nos exames nacionais a provocar um tão baixo número de colocações.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Segunda fase do acesso ao ensino superior está concluída   Qua Out 05, 2011 3:21 pm

.
Segunda fase do acesso ao ensino superior está concluída

Hoje

Os resultados da segunda fase do concurso de acesso ao ensino superior foram divulgados esta noite. Dos 18.804 candidatos iniciais só houve lugar para 11.772 alunos, ficando cerca de sete mil estudantes fora da universidade.

Os dados divulgados pela Direcção Geral do Ensino Superior indicam que metade dos alunos conseguiu colocação na sua primeira escolha. Nas duas primeiras fases, foram colocados um total de 50.641 estudantes. (Veja a lista com todas as colocações clicando aqui)

Segundo a mesma fonte, 8.472 alunos concorreram pela primeira vez nesta segunda fase, sendo que 10.332 haviam já concorrido na primeira.

Para a 3.ª fase do concurso, cuja candidatura decorre entre 6 e 14 de Outubro, o número de vagas será actualizado com o edital a divulgar a 13 de Outubro no site da Direcção-Geral do Ensino Superior.

In DN

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Sócrates desconhece convocatória para ir a tribunal   Seg Jan 09, 2012 11:42 am

.
Sócrates desconhece convocatória para ir a tribunal

por João Céu e Silva
Hoje


O ex-primeiro-ministro José Sócrates nega saber da existência de uma convocatória para ir a tribunal explicar como tirou a licenciatura, mas afirma estar disponível para colaborar com a justiça seja qual for o assunto.

Para o político, o caso da licenciatura já é caso encerrado pois foram dadas há 4 anos as explicações cabais para que a investigação do Ministério Público considerasse em relatório que não tinha sido beneficiado.

Em declarações ao DN, José Sócrates esclarece que soube na sexta-feira da possibilidade de a sua presença ter sido requerida pelo Tribunal de Monsanto mas que desconhece se existe ou não essa convocatória. Adiantou que o seu advogado, Daniel Proença de Carvalho, "já fez um requerimento para saber se fui ou não convocado por outrém que não o reitor, porque este entretanto abdicou da minha presença como testemunha". O ex-primeiro-ministro garante que "se existir essa convocatória, então manifesto a minha total disponibilidade para colaborar com a Justiça".

José Sócrates só pede às autoridades judiciais, caso a resposta ao requerimento seja no sentido de prestar depoimento, que dado estar ausente em Paris lhe concedam pelo menos 48 horas para se organizar e deslocar a Portugal.

In DN

Embarassed
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Alunos de Solicitadoria fazem estágios em notários e conservatórias    Qua Jan 18, 2012 5:08 pm

.
Atribuição de créditos europeus
Distrito de Bragança



Alunos de Solicitadoria fazem estágios em notários e conservatórias

Os alunos do curso de Solicitadoria da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela vão poder estagiar em notários e conservatórias. O protocolo foi assinado entre a ESACT e o Instituto de Registos e Notariado, e permite uma aplicação prática de conhecimentos entre estas duas instituições.

«Ficou aqui patente a disponibilidade para se concederem uma seria de estágios para que no final do curso os alunos possam ter essa aprendizagem dos aspectos práticos e daquilo que é a realidade do mercado de trabalho» refere o presidente do Instituto Politécnico de Bragança.

Os estágios não serão remunerados, mas creditados no final da licenciatura.«Hoje em dia não é suficiente ter uma classificação de uma licenciatura pois é cada vez mais apreciada a capacidade das pessoas em vencer o desconhecido, terem motivação e estarem sempre pró-activas relativamente ao seu trabalho e ao mercado de emprego» salienta Sobrinho Teixeira, acrescentando que «estes estágios vão depois ser contabilizados numa unidade de medida da aprendizagem do aluno e reconhecido pela atribuição de créditos europeus e vertido no suplemento ao diploma, que é um documento em português e inglês para poder certificar a aprendizagem».

Já o presidente do Instituto de Registos e Notariado destaca a reciprocidade deste acordo. António Figueiredo refere que este tipo de protocolos permite congregar sinergias para melhor servir os cidadãos e as empresas.

“São jovens profissionais que rapidamente vão trabalhar na área dos registos e do notariado e quanto melhor for a sua preparação na área melhor desempenham a sua função e melhor servem o cidadão” considera, acrescentando que isso pode ser feito “através de eventos em conjunto, conservadores e notários que possam vir aqui leccionar e através da realização de estágios logo após a licenciatura”.

O protocolo entra imediatamente em vigor, e poderá contemplar os jovens solicitadores que este ano terminam a licenciatura.

Brigantia, 2012-01-18
In DTM

Idea Arrow Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Politécnico contribui há 29 anos para atrair gente e fomentar desenvolvimento   Ter Jan 31, 2012 11:51 am

.
29.º aniversário do IPB
Bragança



Politécnico contribui há 29 anos para atrair gente e fomentar desenvolvimento

O contributo dos institutos politécnicos para atrair gente e fomentar o desenvolvimento económico no Interior do País foi hoje sublinhado por diferentes entidades nas comemorações do 29.º aniversário do Instituto de Bragança (IPB).

O presidente da Câmara local, Jorge Nunes, foi um dos que sublinharam, na cerimónia comemorativa, o contributo do IPB para o concelho, ao se destacar pela positiva entre os constrangimentos que atingem Trás-os-Montes.

Para o autarca, o IPB \"não é alheio ao facto de o concelho ser o 13.º a nível nacional com o maior número de licenciados e exportar três vezes mais que todos os concelhos de Trás-os-Montes e Alto Douro\".


, 2012-01-31
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Sobrinho Teixeira: «Há outras formas de ajudar alunos, sem aumentar propinas»   Dom Mar 18, 2012 11:07 am

.
Aumentar 30 euros na propina
Bragança



Sobrinho Teixeira: «Há outras formas de ajudar alunos, sem aumentar propinas»

O presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), Sobrinho Teixeira, defendeu esta quarta-feira que devem ser estudadas outras soluções para ajudar estudantes necessitados, além do aumento das propinas.

O representante dos politécnicos portugueses reagiu desta forma à proposta do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) de um aumento de 30 euros no valor da propina máxima para a criação de um fundo destinado a ajudar estudantes com dificuldades financeiras.

O presidente do CCISP desconhece ainda a proposta em concreto, mas é peremptório a defender que \"este ano, claramente, não devem ser aumentadas as propinas\".

Sobrinho Teixeira anunciou que vai discutir a questão em reunião do conselho coordenador, no início de Abril e ouvir a sensibilidade dos representantes dos politécnicos portugueses sobre esta matéria.

Pretende também \"falar com o presidente do CRUP para perceber se o fundo proposto seria gerido pelo próprio CRUP ou pelo CCISP ou por cada instituição\".

Para o presidente do CCISP \"há que perceber também qual é disponibilidade dos próprios estudantes para haver um aumento de propinas que possa conduzir a esse fundo comum de ajuda aos mais necessitados\".

De acordo com Sobrinho Teixeira, \"podem ser estudadas outras formas, para além do aumento da propina, que poderão ajudar a minorar as dificuldades que alguns dos jovens estão a sentir face à situação financeira do país\".

\"Há formas criativas que podem ser encontradas que podem ajudar a minorar esses efeitos\", considerou, dando como exemplo o programa que o politécnico de Bragança, instituição a que preside, está a preparar para alojar jovens estudantes em casas de idosos que vivem sós.

\"Irei primeiro analisar junto do conselho coordenador quais são as opções, quer a nível nacional, quer depois a nível regional que cada instituição poderá fazer para ajudar a minorar esse efeito\", acrescentou.

No que respeita ao politécnico que dirige, o de Bragança, Sobrinho Teixeira, pretende manter a política da \"propina baixa\" que entende \"tem sido um factor de competitividade, atraindo mais alunos, aliada ao \"ensino de qualidade, ao baixo custo de vida e a uma qualidade de vida elevada\" na região.

Se a ideia da criação do fundo financiado pelo aumento das propinas vingar, o presidente do CCIPS defende que deve ser \"gerido de uma forma completamente visível pelos estudantes para não poder haver qualquer tentativa de fazer disso uma forma menos clara de incorporar mais propinas\".

CM, 2012-03-17
In DTM


_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Responsáveis rejeitam reestruturação com fusões    Qui Abr 26, 2012 1:14 pm

.
«Agrupamento dos institutos»
Bragança



Responsáveis rejeitam reestruturação com fusões

O presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) afastou hoje a possibilidade de fusões entre as instituições que representa, preconizando um modelo de consórcios para reorganizar a rede e a oferta formativa.

Sobrinho Teixeira adiantou hoje à Agência Lusa que a reorganização da rede de ensino superior vai ser analisada no congresso dos institutos politécnicos, que decorre na quinta-feira e na sexta-feira, no Porto, para debater o futuro deste sistema de ensino.

Os politécnicos concordam com uma reestruturação, mas \"sem fusões\", segundo o presidente do CCISP, que aposta no agrupamento dos institutos, mas em consórcios, mantendo a autonomia de cada instituição.

Lusa, 2012-04-25
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Instituto Politécnico de Bragança estreia-se na Ovibeja   Seg Abr 30, 2012 3:21 pm

.
Mostrar a oferta formativa
Bragança



Instituto Politécnico de Bragança estreia-se na Ovibeja

Pela primeira vez o Instituto Politécnico de Bragança marca presença na Ovibeja. Este Instituto de ensino superior mostra no certame a tradição de Trás-os-Montes e sobretudo dá a conhecer a sua oferta formativa.

Alfredo Teixeira, professor da do Politécnico de Bragança disse à Rádio Pax que “só agora surgiu a oportunidade de participar num dos certames mais importantes do país”. Alfredo Teixeira revela ainda que “a instituição já conhecia bem a Ovibeja através de visitas de estudo efectuadas à feira”.

O docente revelou ainda que “existem muitos alunos alentejanos a estudar em Bragança e muitos transmontanos em Beja”.

Radio Pax, 2012-04-30
In DTM

Idea Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Mais de 700 estudantes abandonaram o programa Erasmus   Sex Maio 11, 2012 3:35 pm

.
Na UTAD desistiram 76
Vila Real


Mais de 700 estudantes abandonaram o programa Erasmus

Este ano lectivo, 716 estudantes universitários desistiram de estudar no estrangeiro ao abrigo do programa Erasmus. As universidades e politécnicos dizem que o baixo valor das bolsas de estudo de mobilidade explicam esta realidade.

De acordo com o “Público”, a desistência do programa Erasmus aumentou neste ano lectivo nas 17 instituições que disponibilizaram dados. Na Universidade de Trás-os-Montes, por exemplo, o número de desistências neste ano (76) equipara-se à soma dos dois anos anteriores (78). Também na Universidade Nova de Lisboa há já 90 desistências, um crescimento de 30% face ao período homólogo do ano anterior.

As dificuldades financeiras são o principal motivo indicado pelos estudantes. Os “motivos financeiros” representam hoje o dobro das justificações face ao que acontecia em 2009.

Os reitores e presidentes dos politécnicos dizem que o valor da bolsa também contribui para estas dificuldades. A bolsa média para quem participa no Erasmus é de 285 euros mensais, acima da média europeia (250 euros). Portugal é porém o 13º país com a bolsa mais baixa do total de 32 estados envolvidos neste programa.

Ainda assim, e apesar do aumento das desistências, tem havido um aumento do numero de estudantes integrados no programa. No ano 2010/2011, 5.964 alunos estiveram a estudar fora, mais 10,7% do que no ano anterior. Um crescimento superior ao da média europeia (8,5%).Partilhar

, 2012-05-11
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: 2.ª Conferência da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas   Sab Set 29, 2012 8:25 pm

.
De 29 de setembro e 2 de outubro
Bragança



2.ª Conferência da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas

A UASnet – Universities of Applied Sciences Network / Rede de Universidades de Ciências Aplicadas reúne nos próximos dias 29 e 30 de setembro e 1 e 2 de outubro, em Bragança, num encontro que junta universidades de ciências aplicadas (UCA), que em Portugal são conhecidas como institutos politécnicos, da Europa, América do Norte, América do Sul, África e Ásia, para a 2.ª Conferência UASnet

A 2.ª Conferência da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas / 2nd UASnet Conference, organizada em conjunto pela UASnet, pelo CCISP e pelo Instituto Politécnico de Bragança, decorre entre 29 de setembro e 2 de outubro, no Instituto Politécnico de Bragança, compreendendo um programa de cultura e lazer nos dois primeiros dias, que dará a conhecer às duas centenas de participantes estrangeiros a cultura portuguesa, a gastronomia e as paisagens transmontanas, e o vale do rio Douro.


\"A realização desta conferência em Portugal reflete o reconhecimento do trabalho desenvolvido pelos politécnicos portugueses, representados na direção da UASnet pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), da qualidade do seu ensino, da qualificação do seu corpo docente e da sua capacidade de internacionalização, e captação e alinhamento de sinergias de vários pontos do globo\", explica João Sobrinho Teixeira, presidente do CCISP.

Aquela que será a maior conferência de sempre da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas da Europa fica marcada pela presença de 30 reitores de institutos federais brasileiros (instituições homólogas dos institutos superiores politécnicos portugueses e das universidades de ciências aplicadas no resto da Europa), dos presidentes de institutos politécnicos de S. Tomé e Príncipe, Angola e Macau, de representantes de duas centenas de UCA de mais de 15 países, e ainda dos 20 politécnicos e escolas não integradas portugueses.

Os objetivos do debate são, acima de tudo, práticos, e visam, entre outros, trabalhar na constituição de um grupo de trabalho para o reconhecimento mútuo de cursos entre UCA, e a uniformização da designação das UCA dentro da Europa.

João Sobrinho Teixeira sublinha a relevância deste último propósito para o ensino superior politécnico em Portugal. \"É urgente olhar para o ensino superior politécnico como uma opção válida, credível e fundamental para o País. É imperativo olhar para os nossos institutos – reconhecidos pelos seus pares europeus e no mundo inteiro pela sua qualidade – como Universidades de Ciências Aplicadas, como acontece nos outros países da Europa, porque é essa a sua vocação: formar profissionais competentes, qualificados e adaptados ao mercado de trabalho, desenvolvendo assim as regiões, para desenvolver o País\".

Relativamente ao reconhecimento mútuo de formação entre UCA, Sobrinho Teixeira explica que \"os institutos superiores politécnicos portugueses e o CCISP assumem-se aqui como fator determinante, uma vez que estabelecem a ponte entre as instituições dos restantes países da Europa, e as instituições dos países lusófonos, de África e do Brasil\".

O responsável destaca ainda a presença de inúmeros especialistas nacionais e estrangeiros que debaterão o ensino politécnico – caracterização, papel, balanço e perspetivas, desafios, cooperação e internacionalização -, entre representantes da Comissão Europeia, de centros de investigação europeus, de associações de UCA de diversos países, do CONIF - Conselho Brasileiro das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, e de UCA estrangeiras.

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, marcará presença na 2.ª Conferência da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas, e encerrará o evento na terça-feira, dia 2. Com início às 12h00, a sessão de encerramento incluirá ainda a formalização de acordos e protocolos com o Governo brasileiro, que permitirá que anualmente venham estudar para Portugal 1.500 estudantes deste país ao abrigo do Programa Ciência Sem Fronteira, e um memorando de entendimento entre a UASnet, o Conselho Brasileiro das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica do Brasil e o CCISP, que mediou todo o processo.

, 2012-09-26
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Politécnicos portugueses recebem 1.500 estudantes brasileiros   Qua Out 03, 2012 4:48 pm

.
Protocolo entre os dois países.
Bragança


Politécnicos portugueses recebem 1.500 estudantes brasileiros

Os institutos politécnicos portugueses vão acolher anualmente mais de 1.500 estudantes brasileiros no âmbito de um protocolo celebrado hoje, em Bragança, entre instituições do ensino superior dos dois países.

A parceria resulta da aposta do Governo brasileiro em qualificar os jovens, proporcionando-lhes o conhecimento de outras realidades de ensino, através do programa “Ciências sem Fronteira”.

Os politécnicos portugueses concorreram com instituições de diversos países e conseguiram entrar nesta parceria, recebendo anualmente, em Portugal, mais de 1.500 estudantes brasileiros, segundo explicou Sobrinho Teixeira, presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP).

“Eu acho que é vitória para nós e também para o próprio país, que consegue ter este dinamismo”, vincou.

O homólogo brasileiro, Dénio Rebelo Arantes, presidente do CONIF, Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, enquadrou esta parceria na aposta que o Brasil está a fazer na expansão da rede de institutos federais que “eram pouco mais de 140 e hoje são cerca de 470”.

O governo brasileiro entende, segundo aquele responsável, que “para qualificar a sua educação é preciso conhecer o que acontece na educação no resto do mundo para poder aproveitar aquilo que tem de melhor”.

“O ‘Ciências sem Fronteira’ é um programa bastante ambicioso, porque não quer apenas aprender com o mundo, mas trocar pessoas, culturas e permitir que o país avance de forma significativa na ciência, na tecnologia, e na educação”, acrescentou.

Portugal foi um dos países escolhidos para esta “troca” pela proximidade cultural.

“Não tem a barreira da língua e eu tenho certeza que aquele sentimento de estranheza que o aluno tem, o receio de ir para o exterior, diminui muito ao pensar em vir para Portugal”, afirmou.

O Brasil também vai receber alunos portugueses, no âmbito desta parceria, mas o processo ainda está em preparação.

As instituições de ambos os países assinaram ainda, em Bragança, um outro protocolo “tendente a um reconhecimento mútuo dos cursos tirados nos politécnicos portugueses e nos politécnicos brasileiros”.

“É um grande passo para um aprofundamento, por um lado da lusofonia, por outro lado também para uma facilitação dos jovens portugueses encontrarem emprego no Brasil e dos jovens brasileiros encontrarem também empregos em Portugal”, considerou o presidente do CCISP.

Sobrinho Teixeira é também presidente do Instituto Politécnico de Bragança, o anfitrião da segunda conferência internacional de Universidades de Ciências aplicadas, que terminou hoje, na cidade transmontana.

O encontro, que juntou representantes de instituições de vários países do mundo, serviu para discutir o papel destas instituições, equivalentes aos politécnicos portugueses, e que, nalguns países da Europa, são já responsáveis por “dois terços” dos estudantes do ensino superior, segundo a organização.

Lusa, 2012-10-03
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RMaria

avatar

Mensagens : 2761
Data de inscrição : 26/08/2010

MensagemAssunto: Nuno Crato diz que país precisa urgentemente de engenheiros e técnicos   Qua Out 03, 2012 5:01 pm

.
Ministro Nuno Crato
Bragança



Nuno Crato diz que país precisa urgentemente de engenheiros e técnicos

O ministro da Educação, Nuno Crato, defendeu, esta terça-feira, em Bragança, que o país «precisa urgentemente de engenheiros e técnicos» e destacou o papel que os institutos politécnicos podem ter na formação destes profissionais.

O governante falava no encerramento da segunda conferência internacional da Rede de Universidades de Ciências Aplicadas, equivalentes aos politécnicos portugueses.

Nuno Crato destacou \\"o grande papel\\" dos politécnicos na formação técnica e exortou os responsáveis a desenvolverem uma \\"interação com o ensino profissional \\", que classificou de \\"muito vantajosa\\" tanto para os jovens como para estas instituições.

O ministro sublinhou \\"o papel fundamental que os politécnicos têm no país\\" e adiantou que estão a trabalhar em conjunto na \\"melhor maneira de fazer\\" a interação com o ensino profissional.

Confrontado com a redução de entradas nos cursos de engenharias atribuída às novas exigências de acesso, Nuno Crato, afirmou que, apesar das necessidades do país destes profissionais, \\"não pode ser abandonada a exigência na formação dos jovens\\".

\\"Nós queremos ter engenheiros e queremos ter técnicos, mas como é evidente queremos ter engenheiros que tenham uma formação base em física, em matemática, numa série de outras matérias que são essenciais e que se adquirem no secundário\\", frisou.

Nuno Crato afirmou que está apostado em aumentar o ingresso no ensino superior e considerou que \\"o povo também continua a apostar\\", apesar das dificuldades impostas pela crise.

O ministro classificou como \\"uma ligeira redução do número de jovens que entraram nas universidades e politécnicos\\" a quebra registada este ano no acesso ao ensino.

\\"Isso significa que, mesmo em momentos de grandes dificuldades, os pais, as famílias, percebem a importância da educação e, neste caso particular, a importância da educação superior e estão a apostar nela\\", declarou.

JN, 2012-10-03
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 6697
Data de inscrição : 22/08/2008

MensagemAssunto: Sobrinho Teixeira de saída do CCISP    Qui Jan 03, 2013 12:55 pm

.
Após quatro anos
Bragança



Sobrinho Teixeira de saída do CCISP

O presidente do IPB está de saída da direcção do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP). Sobrinho Teixeira cumpriu dois mandatos que chegam agora ao fim.Após quatro anos acredita que vai haver um trabalho de continuidade para afirmar o ensino superior politécnico no país.“Há-de haver um trabalho de continuidade e eu continuarei no conselho a contribuir para esse próprio trabalho.

O importante é o que se deve fazer em prol de uma região, do interior e de todo o sistema politécnico”, refere. Sobrinho Teixeira não tem dúvidas que Bragança ficou a ganhar com a presidência do CCISP. «É óbvio que Bragança teve uma visibilidade maior», afirma, acrescentando quer «quando Bragança ocupou o lugar foi a primeira vez que um politécnico do interior conseguiu ganhar as eleições e por isso houve um caminho de afirmação para mostrar o que é a realidade do politécnico ligado às regiões».

O cargo vai ser assumido por Joaquim Mourato, presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, que vai tomar posse no dia 28 de Janeiro, em Bragança durante as comemorações do dia do IPB.

Brigantia, 2013-01-02
In DTM

Idea Arrow

_________________
Os amigos? Perto! Os inimigos?Colados!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://colmeia.forumeiros.com
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Politécnico de Bragança com 1,1 ME para investigação   Qui Jan 17, 2013 6:48 pm

.
Centro de Investigação de Montanha
Bragança



Politécnico de Bragança com 1,1 ME para investigação

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) vai dispor nos próximos três anos de 1,1 milhões de euros para investigação, colocando-se entre as instituições de Ensino Superior portuguesas com maior número de projetos aprovados e financiados, divulgaram hoje os responsáveis.

O Centro de Investigação de Montanha (CIMO) foi o contemplado com o financiamento da Fundação da Ciência e Tecnologia para projetos de investigação em áreas ligadas ao desenvolvimento da região transmontana, como a proteção da oliveira, a luta biológica contra doenças e pragas desta cultura, combate ao cancro do castanheiro, melhoria da segurança microbiana dos enchidos tradicionais e controlo sanitário das abelhas.

O estudo ligada à cultura da oliveira foi ainda distinguido como «projeto de excelência», segundo divulgou hoje o politécnico.

Lusa, 2013-01-16
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Romy

avatar

Mensagens : 5711
Data de inscrição : 23/08/2008

MensagemAssunto: Politécnico comemora 30 anos com o peso económico de 80 empresas em Bragança    Dom Fev 03, 2013 4:50 pm

.
Convidados especial Jorge Sampaio
Bragança




Politécnico comemora 30 anos com o peso económico de 80 empresas em Bragança

A vida académica do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) equivale à dinâmica económica de 80 fábricas com uma centena de funcionários cada, comparou hoje o presidente da instituição.

Sobrinho Teixeira fez o balanço e o impacto do instituto na cerimónia de comemoração dos 30 anos, que decorreu hoje, em Bragança, com convidados como o antigo presidente da República, Jorge Sampaio.

O politécnico contabiliza entre os seus cerca de sete mil alunos, cerca de um milhar de estrangeiros de 35 nacionalidades diferentes, nomeadamente de países da lusofonia.

Aos estudantes juntam-se perto de mil professores e funcionários que geram na economia regional uma dinâmica que \"equivale a 80 fábricas com cerca de 100 funcionários cada\", segundo o presidente do instituto, Sobrinho Teixeira.

O Instituto Politécnico de Bragança (IPB) tem cinco escolas nas cidades de Bragança e Mirandela com licenciaturas e mestrados nas áreas das ciências agrárias, tecnologia, social, saúde, turismo e comunicação.

O IPB desenvolve também investigação virada para a realidade regional que foi contemplada com um financiamento de 1,1 milhões de euros para os próximos três anos.

O secretário de Estado do Ensino Superior, João Queiró, participou nas comemorações e defendeu que \"é sobretudo através do ensino superior politécnico que o país tem de aumentar o número de jovens que acedem a qualificações superiores pela frequência de formações profissionalizantes que lhe darão melhores perspetivas de vida e de que o país necessita\".

Lusa, 2013-01-30
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Fantômas

avatar

Mensagens : 5780
Data de inscrição : 12/09/2008

MensagemAssunto: Uma escola bem afinada que não é só para os mais velhos   Sex Abr 19, 2013 10:43 pm

.
«Não é só para os mais velhos»
Valpaços



Uma escola bem afinada que não é só para os mais velhos

Valpaços é das universidades seniores mais ativas da região, mas também ali se faz sentir a crise. O número de alunos caiu bastante, mas ainda são mais de 100.

A porta entreaberta deixa ouvir as vozes afinadas. Dentro da sala, mulheres e homens impecavelmente vestidos, concentração máxima, obedecem à batuta de Adérito Silveira, que todas as quartas-feiras faz os cerca de 80 quilómetros entre Vila Real e Valpaços para ensaiar o coro da Universidade Sénior local, uma das mais ativas da região. São cerca de 120 alunos. Já foram muitos mais, mas os tempos estão difíceis, atenta Bruno Salvador, presidente da Associação Ediscere, Vincere (Aprender, Vencer), que tutela a Universidade Sénior.

\"A Câmara cedeu o espaço, dá apoio e nós também andamos sempre à procura de ajuda\", acrescenta. Os professores dão lições de borla. Os alunos pagam uma joia de 10 euros e pagam cinco ou 7,5 euros/mês por cada disciplina.

\"O voluntariado é muito forte\", confirma o diretor José Freitas. \"Passo grande parte do meu tempo aqui\", observa Manuel Terra, funcionário municipal, que integra o elenco diretivo. \"As pessoas são muito ativas\", insiste.

Tão ativas que, no coro, nasceu mais uma disciplina: aulas de guitarra. Luís Carvalho, 48 anos, toca guitarra desde os oito, ensina seis alunos. Almor Magalhães, 59 anos, é um deles: \"Nunca tinha tocado guitarra, mas como gosto de música inscrevi-me logo\".

A oferta letiva é vasta e inclui, este ano, ténis de mesa. Passatempo para os seniores, mas aposta da associação para atrair jovens, de forma a criar uma equipa que possa competir. Até porque a Universidade Sénior de Valpaços não é só para os mais velhos. Também há gente nova. \"Apostamos na aprendizagem ao longo da vida. E o convívio entre gerações é importante\", diz Bruno Salvador.

Hugo Silva in JN, 2013-04-16
In DTM

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Universidades   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Universidades
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Colmeia :: Actualidade Nacional :: Diversos-
Ir para: